Você está lendo...
Nissan Frontier 2021 reestilizada é flagrada com faróis de LED
Notícias

Nissan Frontier 2021 reestilizada é flagrada com faróis de LED

Modelo terá visual inspirado na picape grande Titan que é vendida apenas nos Estados Unidos

Redação

20 de out, 2020 · 4 minutos de leitura.

frontier
Nova Nissan Frontier aparece sem camuflagem na Tailândia
Crédito:Reprodução

A Nissan ainda não achou que era a hora de revelações, mas o novo visual da Frontier vazou. Fotos na Tailândia mostram como ficará a picape média com a primeira reestilização desde que foi lançada, em 2011. A picape terá um visual inspirado pela "irmã" maior, a picape grande Titan, produzida nos EUA.

Na dianteira, a grade vai ganhar mais corpo e dar a sensação de que a picape ficou mais robusta. O estilo "V-Motion" de design vai apostar em uma moldura cromada. A atual tem uma repartição nas extremidades, além de ser mais estreita. Na parte superior da moldura, o nome da picape vem em relevo.



frontier

REPRODUÇÃO

Os faróis mantém o formato, mas têm novas luzes de LEDs por dentro. E as luzes diurnas, também de LEDs, ficam nas extremidades superior e inferior do conjunto. O para-choque é novo, tem mais corpo para fazer jus à nova grade, além de novos formatos nos faróis de neblina.

Atrás, as mudanças são mais leves. Mudam o grafismo das lanternas, a tampa da caçamba agora tem um vinco com o nome Frontier estampado na própria lata. O para-choque também muda, traz um novo suporte de placa e ganhou também um apoio de pé, no centro, para subir na caçamba.


Mais tecnologia

Além do novo visual, a reestilização da Frontier vai colocá-la no jogo das picapes mais tecnológicas do mercado. O modelo vai receber o pacote "Nissan Intelligent Mobility". Entre os itens disponíveis estão assistente de partida em rampa e de descida, alertas de saída de faixa de rodagem e de ponto cego. Há ainda frenagem autônoma de emergência com alerta de colisão frontal, câmera 360º e controle de velocidade adaptativo e seis air bags.

O motor será mantido o que já conhecemos, o quatro cilindros de 2,3 litros, biturbo, de 190 cv e 45,9 mkgf. Isso para as versões de topo. Para as versões destinadas ao trabalho e a frotistas, vem o mesmo motor, com uma turbina só, reduzindo potência e torque a 160 cv e 41 mkgf. Os câmbio podem ser o automático de sete marchas ou o manual de seis.

A expectativa é que a picape ainda traga novidades que estariam na produção da Mercedes-Benz Classe X. A principal delas é a bitola mais larga e um novo ajuste de suspensão, que a marca alemã havia desenvolvido. Para isso, a Nissan investiu US$ 130 milhões na fábrica de Córdoba, na Argentina, onde a picape é produzida para a América Latina.


frontier
REPRODUÇÃO