Toyota/Divulgação

Nova Toyota Hilux 2025 tem versão híbrida e logo virá ao Brasil

Picape média da Toyota já recebeu versão 2025 na Austrália; Hilux muda discretamente para reverter a liderança da rival Ford Ranger no país

Por Rodrigo Tavares 02 de fev, 2024 · 5m de leitura.

Na Austrália, a Toyota Hilux já chegou à linha 2025, com visual reestilizado. Na atual geração, esse já é o terceiro retrabalho visual da picape, que também conta com atualizações na tecnologia embarcada e no desenho geral. As novidades chegam antes da futura nova geração, e tentam ganhar espaço frente ao avanço da nova Ford Ranger, que ultrapassou a rival em vendas, tornando-se a mais vendida do país.

Na estética, as novidades se concentram na frente da picape. Um para-choque com visual mais detalhado, do tipo esculpido, foi adicionado, bem como entradas de ar revistas e uma proteção inferior em alumínio. Entretanto, a grade frontal manteve o mesmo formato octogonal, sem detalhes cromados.

Toyota/Divulgação
Toyota/Divulgação

Os faróis têm o mesmo formato, mas a assinatura interna é nova. Atrás, a tampa traseira recebeu amortecedores, para facilitar o abrir e fechar da caçamba. Entretanto, não há mais mudanças, onde até o desenho das rodas é o mesmo. Versões como a Rogue (australiana) e a esportiva GR-Sport não tiveram detalhes fornecidos.

Na nova Hilux, a novidade está sob o capô, onde um sistema híbrido-leve de 48 volts está presente. Funcionando junto do já conhecido 2.8 Turbodiesel, a opção é novidade na Oceania, e já era oferecida na Europa. Isso dá pistas que trata-se de um conjunto mecânico global, e que pode vir ao Brasil em breve.

Hilux MHEV tem 204 cv de potência e é mais econômica

Toyota/Divulgação
Sistema MHEV já existe na Europa (Toyota/Divulgação)

Por se tratar de um modelo híbrido-leve, a bateria não movimenta o modelo 100% no modo elétrico, em nenhuma hipótese. O sistema alimenta a elétrica do carro quando o motor a combustão está desligado, ou quando o strat-stop estiver funcionando, como ao parar em um sinal de trânsito, por exemplo. A bateria de 48V consegue sua energia através do alternador e da frenagem regenerativa da picape. Assim, segundo a marca, a Hilux MHEV consegue ser até 10% mais econômica, com melhor desempenho, melhorando as capacidades do veículo dentro e fora da estrada. 

Entretanto, a potência do motor continua a mesma: 204 cv e 50,9 mkgf de torque. Na Austrália, as versões SR contam com dois sensores de estacionamento dianteiros e quatro traseiros, enquanto as versões MHEV ganham entrada/partida inteligente, vidros elétricos automáticos, ar-condicionado automático de zona dupla e tapetes de carpete. As versões mais caras ganham carregador por indução e duas saídas traseiras de USB-C.


Na Austrália, a Hilux 2025 tem preços que vão dos 26.475 e 74.310 dólares australianos, algo em torno de R$ 85 mil a R$ 240 mil, por exemplo. O modelo é esperado para o Brasil, uma vez que trata-se da última renovação geral antes da próxima geração.

O Jornal do Carro também está no Instagram!

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Toyota Hilux SRX Plus une luxo com esportividade da GR-Sport e custa menos

Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Campo obrigatório
Cep inválido
CPF/CNPJ inválido
Telefone inválido
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.