Lançamentos

Novo Citroën C3 vira mini SUV urbano e será feito no Brasil já em 2021

Criado com foco nos países emergentes, como o Brasil, novo Citroën C3 estreia no começo de 2022 com motor Fiat e produção em Porto Real (RJ)

Diogo de Oliveira

16 de set, 2021 · 9 minutos de leitura.

Novo Citroën C3" >
Nova geração do Citroën C3 tem estilo SUV e foco nos mercados emergentes, como Brasil e Índia
Crédito:Citroën/Divulgação

Chegou o momento da Citroën. Após nove meses da criação do grupo Stellatins (que uniu FCA e PSA em janeiro), a marca do duplo chevron apresenta o seu primeiro lançamento. Trata-se da principal aposta para os mercados emergentes, como o Brasil: a nova geração do Citroën C3. O hatch ressurge, portanto, em versão inédita, desenvolvida na América do Sul e na Índia, que promete entregar elevados volumes de vendas.

Com o novo C3, a Citroën vai buscar um salto na participação de mercado fora da Europa. E, nesse sentido, um pilar fundamental será o Brasil, que já foi um dos principais mercados da marca no mundo, mas que anda largado há alguns anos. Por isso, o novo Citroën C3 entrará em produção por aqui já nos próximos meses, antes mesmo da virada do ano.

Novo Citroën C3
Citroën/Divulgação

A chegada do compacto marcará a estreia da nova plataforma modular na fábrica de Porto Real, no Rio de Janeiro. A arquitetura é uma versão mais simples que base CMP usada por modelos europeus e pelo novo 208, que vem importado da Argentina. Sobre essa plataforma, a marca francesa promete lançar outros dois modelos até o ano de 2024.

Ou seja, o novo Citroën C3 é o primeiro de três carros que serão lançados nesses mercados. Os outros dois serão um crossover, que deverá herdar o (conhecido) sobrenome Aircross, e um sedã, para disputar vendas com Chevrolet Onix Plus e Hyundai HB20S. Com o trio, a Citroën almeja brigar no topo do ranking desses países, globalizando a marca.

Novo Citroën C3
Citroën/Divulgação

Painel com tela de 10 polegadas

No evento global de revelação do novo C3, a Citroën buscou mostrar que vive um novo momento. A francesa está em reconstrução. Por isso, o hatch precisava impactar. E as primeiras impressões são as melhores possíveis. Essa nova geração do C3 apresenta o design mais moderno do duplo chevron, marcado pela grade que une os faróis em formato de "Y".

A dianteira traz assinatura de luzes moderna, com traços que formam triângulos nas extremidades, quando as luzes diurnas e os faróis principais (alto e baixo) se dividem. O desenho deixa a frente mais alta, e reforça o carácter de SUV, que, afinal, serviu de inspiração. Embora tenha o tamanho de um hatch, o novo Citroën C3 parece maior e mais robusto.

Citroën/Divulgação

Segundo a Citroën, essa característica foi pensada desde a concepção do modelo, que apresenta maior altura em relação ao solo, balanços mais curtos, bem como bons ângulos de entrada e saída. Além disso, nas laterais, traz os airbumps, que são as molduras pretas na base das portas, além de colunas traseiras encorpadas e lanternas em posição elevada.

Outro ponto alto é a cabine do novo C3, que se vale do design mais vertical para entregar um interior espaçoso. Por ora, a Citroën não revelou muitas imagens, tampouco especificações técnicas do compacto. Mas disse que o modelo será um dos mais espaçosos da categoria, e terá a maior tela multimídia, com 10 polegadas e conectividade com smartphones.

Novo Citroën C3
Citroën/Divulgação

Lançamento no início de 2022

Com linhas limpas e até um pouco lúdicas, o novo Citroën C3 certamente terá no estilo um de seus trunfos. Por dentro, além da grande multimídia, o painel terá moldura colorida e visual descolado. Já por fora, haverá 13 opções de cores para a carroceria, incluindo opções de carroceria em cor única ou bicolor, com o teto pintado em cor diferente.

Por enquanto, a única informação confirmada pela francesa é o lançamento: tal como o Jornal do Carro vem publicando nos últimos meses, o novo C3 chega ao Brasil no primeiro trimestre de 2022. Assim, a produção terá início ainda em dezembro deste ano, quando entregará as primeiras unidades (pré-série) para ajustes finais na montagem.

Novo Citroën C3
Citroën/Divulgação
Continua depois do anúncio

Motor da Fiat?

Nesta primeira apresentação, a Citroën não informou nada sobre motores, preços e versões. Por ora, apenas apresentou o modelo. Entretanto, espera-se que o novo C3 tenha a mesma mecânica do Peugeot 208. Ou seja, o motor 1.6 16V flexível de até 118 cv e 15,47 mkgf, e o câmbio automático de seis marchas. Isso nas versões de topo.

Nos modelos mais acessíveis, o novo C3 deverá ter o 1.0 Firefly da Fiat, com até 77 cv e 10,9 mkgf de torque com etanol, além do câmbio manual de cinco marchas. É o mesmo conjunto usado por modelos como Mobi e Argo, que atualmente é a dupla de entrada da marca italiana no Brasil. E isso poderá dar preço competitivo ao Citroën.



Veja o vídeo oficial de revelação do novo Citroën C3

Preços entre R$ 60 mil e R$ 100 mil

Mas também é possível que o C3 ofereça o novo 1.0 GSE turbo, da Stellantis. Este motor vai estrear no Fiat Pulse nas próximas semanas, junto com um novo câmbio CVT. Com este conjunto, terá condições de brigar em ampla faixa de preços, que poderá começar em certa de R$ 60 mil e ir até próximo de R$ 100 mil, ficando, assim, sempre abaixo do C4 Cactus.

Para conseguir ter preço acessível, o novo Citroën C3 terá versão com lista de equipamentos enxuta. No vídeo oficial de revelação do compacto (veja acima), uma imagem mostra o painel com a multimídia, mas com hastes de ajuste manual dos retrovisores externos, ar-condicionado acionado por botões comuns, e alavanca do câmbio manual.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se