Notícias

Novo Peugeot 208 já roda sem camuflagem e chega em abril

Novo Peugeot 208 foi flagrado na versão Allure na Argentina com algumas diferenças em relação à versão européia

Redação

24 de jan, 2020 · 3 minutos de leitura.

208" >
Peugeot 208
Crédito:Argentina Autoblog

Já não é nenhuma novidade que a nova geração do Peugeot 208 está entre nós. O modelo roda camuflado faz tempo e chega logo em breve, em abril, ao Brasil, vindo da Argentina, da fábrica de El Palomar.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

Agora o modelo foi fotografado como veio o mundo pelo Argentina Autoblog. O hatch das imagens é da versão Allure e o mais interessante do flagra é que os registros do interior comprovam uma suspeita que se arrasta desde que ele foi anunciado. O novo 208 será igual ao europeu? A resposta é não.

Quando comparado com a mesma configuração Allure vendida na França, por exemplo, os bancos e o apoio de braço com porta-objetos são diferentes (para pior), a alavanca do câmbio automático não é igual à do 3008 e não há freio de estacionamento elétrico.

Pelo menos há boas notícias também. A evolução do i-Cockpit está lá, assim como os botões em estilo de aviação e o painel moderno. De forma geral, o bom acabamento do 208 "gringo" parece estar presente no latino.



Outras coisas que já sabemos sobre o 208

Com aspecto mais agressivo, o Peugeot 208 também tem novas dimensões. São 4,05 metros de comprimento (7 cm a mais) e 1,74 m de largura (4 cm a mais). A altura, no entanto, foi reduzida em 4 cm (para 1,43 m). Só o entre-eixos não mudou: 2,54 metros, a despeito da mudança de plataforma.

Uma das novidades do novo Peugeot 208 é a estreia do motor 1.2 três cilindros turbinado. O motor já é amplamente usado pela PSA na Europa. No País, equipa o atual 208 e o Citroën C3 em sua versão sem turbo, com 82 cv. Na Europa, esse motor rende até 130 cv com injeção direta de combustível.

Se o modelo nacional mantiver a mesma potência, ele será mais forte que os principais rivais: Polo (128 cv), Onix (116 cv) e HB20 (120 cv). O único que supera é o Ka, que usa um três cilindros 1.5 de aspiração natural para entregar até 137 cv.