Você está lendo...
Novo Renault Scénic ressurge em versão elétrica e a hidrogênio
Notícias

Novo Renault Scénic ressurge em versão elétrica e a hidrogênio

Renault Scénic Vision usa plataforma modular CMF-EV e é elétrico a hidrogênio; com 215 cv de potência, crossover promete alcançar 800 km

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

23 de mai, 2022 · 5 minutos de leitura.

Renault Scénic Vision
Nova geração do Scénic será um crossover e ditará linhas e tecnologias dos próximos lançamentos da Renault
Crédito:Renault/Divulgação

Há poucos dias, noticiamos no Jornal do Carro a aposentadoria da minivan Scénic na Europa. Entretanto, como também dissemos, o modelo voltará em breve, com novo formato e nova motorização. Dito e feito! A Renault apresentou o conceito Scénic Vision. Por enquanto, trata-se de um protótipo com estreia prevista para 2024.

Agora um crossover, o novo Scénic terá um conjunto elétrico que usa hidrogênio. Ele usará um motor elétrico de 215 cv. Com auxílio da célula de combustível de 16 kW (H2-Tech), será possível aumentar a autonomia para cerca de 800 km. Assim, a Renault garante que o abastecimento levará 5 minutos. A bateria tem 40 kWh de capacidade.

Renault Scénic Vision
Renault/Divulgação

Detalhes extras

Logo de cara, o Scénic Vision - feito sobre a plataforma modular CMF-EV do Mégane E-Tech - deixa clara sua proposta conceitual. Cheio de cortes e linhas retas, o crossover consiste, portanto, em um exercício de design que antecipa os futuros lançamentos da Renault.

Renault Scénic Vision
Renault/Divulgação

Por fora, ele tem rodas de liga leve de 21". Mas o que realmente chama a atenção nas laterais são as portas traseiras do tipo suicida, que se abrem em direção oposta às dianteiras. Assim, nada de coluna central. Em relação ao tamanho, tem medidas de SUV médio, com 4,49 metros de comprimento, 1,90 m de largura, 1,59 m de altura e 2,84 m de entre-eixos. Já o peso (em ordem de marcha) é de 1.700 kg, por causa do pacote de baterias.




Reciclável e limpo

O Renault Scénic Vision tem foco em três pilares: meio ambiente, segurança e inclusão. Ou seja, o sobrenome Vision reitera "as novas expectativas das pessoas". Nesse sentido, o conceito surge com mais de 70% de materiais reciclados em sua construção. A marca francesa diz que, por ser um carro "zero emissão" na produção e no uso, o protótipo, então, reduz em 75% os níveis de carbono em comparação com carros elétricos convencionais.

Além disso, segundo a Renault, 95% de todo o conjunto é reciclável no fim do ciclo de vida - inclusive a bateria. "Pensado de forma ecossistêmica da concepção ao fim do ciclo de vida, o Scénic Vision, além de ser objeto de design, representa vários objetivos que o grupo definiu e que serão progressivamente introduzidos nas próximas gerações de veículos", adiantou Cléa Martinet, VP de Sustentabilidade do Renault Group.

Renault/Divulgação

Tecnologia de ponta

O conceito da nova geração do Scénic tem câmera integrada na dianteira para ampliar o campo de visão do condutor em até 24%. As imagens são projetadas no painel e fazem o capô parecer transparente. Além disso, tem reconhecimento facial para a abertura de portas e outras configurações. Assim como microfones e alto-falantes nos bancos, para criar um ambiente sonoro próprio e facilitar da comunicação dos ocupantes. O crossover promete até avaliar riscos e antecipar situações de estresse no trânsito por meio do assistente Safety Coach.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se