Notícias

Usados de luxo com preço em torno de R$ 100 mil que valem a pena

Audi, Mercedes, Land Rover e por aí vaí: separamos os emblemático modelos luxuosos e premium usados que hoje têm preço equivalente a um SUV compacto 0-km

Emily Nery

17 de jun, 2021 · 11 minutos de leitura.

Range Rover Evoque 2012" >
Range Rover Evoque 2012
Crédito:Divulgação/Land Rover

Carros usados estão em alta. Afina, o fã que nunca sonhou em ter um modelo de luxo, que aperte a primeira buzina. Porém, até os populares estão com preços para lá de salgados. Ou seja, realizar o desejo está cada vez mais difícil, Pensando nisso, listamos cinco usados de marcas que viraram as queridinhas dos brasileiros. Em comum, todos têm preços em torno dos R$ 100 mil. Ou seja, próximo da tabela de um Volkswagen Nivus zero-km, por exemplo.

Para isso, utilizamos o guia de usados da consultoria Kelley Blue Book (KBB). Assim, escolhemos cinco modelos que, em meio à disparada de preços dos novos, podem ser ótimas opções para quem busca status. Bem como bom desempenho e conforto.

Porém, é preciso lembrar que, como tudo na vida tem seu preço, como os carrões usados isso não é diferente. Ou seja, impostos, seguro e manutenção de um importado de R$ 100 mil são bem mais caros que o de um nacional da mesma faixa de preço. Portanto, é bom fazer contas antes de correr pra concessionária. Confira nossas sugestões:

1) Audi A3 Attraction 2017 – R$ 96.569

Audi  A3 2017 premium
Divulgação/Audi

A versão Attraction do sedã tem preço médio de R$ 96.569. Isto é, cerca de R$ 188 mil a menos do que um zero-km, cuja tabela parte de R$ 284.990. Seja como for, sob o capô está o motor 1.4 flexível de até 150 cv e 25,4 mkgf. Além disso, o câmbio é o conhecido automático Tiptronic de seis marchas. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 8,8 segundos e a velocidade máxima fica na casa dos 215 km/h.

Entre os equipamentos de série, o sedã traz central multimídia com tela de 7 polegadas compatível com Apple CarPlay e Android Auto com conexão sem fio. Vale lembrar que o A3 de 2017 era feito na fábrica da Audi em São José dos Pinhais (PR) e, na época, tinha preço inicial de R$ 115.190. Por outro lado, a atual geração é importada da Alemanha.

2) Land Rover Evoque Pure 2012 – R$ 95.405

Range Rover Evoque 2012
Carro de luxo aliou o off-road à uma proposta urbana Divulgação/Land Rover

A primeira geração do SUV de luxo tem preço próximo ao de um Creta zero-km. Porém, diferentemente do Hyundai, cuja versão mais barata tem motor 1.6 flexível, a versão Pure do britânico traz o 2.0 turbo com injeção direta de gasolina que 240 cv de potência e 34,6 mkgf de torque. Assim como o preço, um modelo deste ano rodou perto dos 100 mil km.

Embora seja mais utilizado no trânsito urbano, o Evoque também pode encarar trilhas sem sustos. Nesse sentido, o SUV tem tração 4×4 e o Terrain Response, sistema eletrônico que o adapta as respostas conforme o tipo de terreno. Para comparação, a tabela do Evoque novo parte de R$ 373 mil. Ou seja, são quase R$ 280 mil a mais que o preço médio do modelo 2012.

3) Volvo XC60 R-DESIGN T5 2015 – R$ 90.100

Volvo XC60 T5 2014 premium
SUV médio premium ficou conhecido como o carro de Edward Cullen, da saga “Crepúsculo” Divulgação/Volvo

Com nove anos de idade, o utilitário-esportivo pode ser encontrado no mercado por, em média, R$ 90.100. Ou seja, é um pouco mais barato do que um Volkswagen T-Cross Sense. Porém, é preciso lembrar que se trata da primeira geração do SUV. Seja como for, ela ficou conhecida como o carro de Edward Cullen, da saga de filmes Crepúsculo.

Essa versão tem itens como sistema multimídia com tela de 7 polegadas, entrada USB, Bluetooth, leitor de DVDs e start&stop. Além disso, traz rodas de liga leve de 20″, navegador GPS, teto solar panorâmico, ar condicionado digital dual zone e câmera na traseira.

No mesmo sentido, o motor é o 2.0 T5 Drive-E que gera 240 cv e 35,7 mkgf e o câmbio é automático de oito velocidades. Diferentemente do modelo de 2015, o atual XC60 é híbrido. Assim, une o motor 2.0 turbo a outro elétrico que, juntos, geram 407 cv. Contudo, seu preço não é exatamente um atrativo. Ou seja, parte de R$ 359.950 e chega a R$ 416.950 no caso da versão Polestar Engineered.

4) BMW X1 xDrive28i 2013 – R$ 84.000

BMW X1 2013 faz sucesso entre os usados
BMW X1 foi um dos primeiros a entrar no segmento dos SUVs compactos premium Divulgação/BMW

A primeira geração do X1 fez um tremendo sucesso. Nesse sentido, o BMW foi um dos primeiros SUVs compactos de entrada. Porém, no segmento premium, é claro. Portanto, foi líder de vendas no Brasil e chegou a ter quase 5 mil emplacamentos no Brasil em 2011.

Continua depois do anúncio

Assim, o modelo de 2013 tem preço em torno de R$ 84.000. Ou seja, quase R$ 186 mil abaixo da tabela do X1 novo, que é de R$ 269.950. O veterano tem motor 2.0 TwinTurbo de 245 cv e 35,7 kgfm, além de tração traseira. Com esse conjunto, pode acelerar de 0 a 100 km/h em 6,3 segundos. Por sua vez, a velocidade máxima é de 250 km/h

5) Mercedes-Benz Classe C Avantgarde 2015 – R$ 105.000

Mercedes-Benz Classe C vai bem entre os usados
Sedã premium é o carro chefe da marca no mundo Divulgação/Mercedes-Benz

Da mesma forma, quem dispõe de uns R$ 100 mil pode levar um modelo de 2015 do carro-chefe de vendas da Mercedes. Ou seja, um Classe C por menos que a tabela de um Honda Civic zero-km de entrada. Feita na Alemanha, a quinta geração do sedã na versão C 180 Avantgarde tem motor 1.6 turbo a gasolina de até 156 cv e 25,5 mkgf. Com base no ano, a quilometragem gira em torno dos 74 mil km.

De série, o sedã traz equipamentos como faróis e lanternas traseiras de LEDs, air bag para o joelho do motorista, sistema start&stop e pneus run flat, que podem rodar furados , por exemplo.

No lançamento, em 2014, o Mercedes-Benz tinha tabela de R$ 138.900. Nesse ínterim, a marca passou a produzir o Classe C no Brasil e encerrou a produção, no ano passado. Em breve a marca lançará a nova geração do modelo no País. Porém, ele vai voltar a vir da Alemanha.

Cuidados na hora da compra de um usado

Mesmo que o carro pareça estar em boas condições e o preço seja atraente, o interessado precisa tomar alguns cuidados antes de fechar o negócio.

Por exemplo: há todo tipo de oferta. Ou seja, de leilões, locadoras, lojistas e particulares. Dependendo da origem e do estado de conservação, o preço dos carros usados pode variar bastante.

Carros oferecidos em leilões costumam ser mais baratos, mas é preciso avaliar bem e saber o que o levou ao pregão. Modelos de financeiras são os mais comuns. Ou seja, recuperados por falta de pagamento. Assim como os de seguradoras. Nesse caso, é preciso avaliar se há avarias e, em caso afirmativo, qual será o custo do reparo.

Todavia, mesmo que o dano seja de pequena monta, o interessado deve estar ciente de que o carro poderá ser bastante depreciado no momento da futura revenda.

Seja como for, o gerente de vendas da concessionária Volkswagen Amazon, Marcos Leite, diz que usados de locadoras podem ser um bom negócio. Porém, desde que estejam com baixa quilometragem. ?Como são veículos seminovos, se tiverem até uns 20 mil quilômetros não há problema.?