Você está lendo...
Placa de carro é vendida por R$ 76 milhões e dinheiro vai para caridade
Notícias

Placa de carro é vendida por R$ 76 milhões e dinheiro vai para caridade

Placa com apenas os caracteres P7, considerada rara em Dubai, foi arrematada em leilão cujo total arrecadado será destinada a programa humanitário

Rodrigo Tavares, Especial para o Jornal do Carro

15 de abr, 2023 · 5 minutos de leitura.

Publicidade

Placa mais cara do mundo tem apenas 1 dígito e está em Dubai
Crédito:Emirates Auction LLC/YouTube/Reprodução)

A placa do carro pode variar bastante conforme o país. E em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, é comum ver supercarros por todo lado. Assim como edifícios e outras construções opulentas. Em um país onde a paixão pela exclusividade e o exagero falam alto, pagar milhões por um objeto único é comum. Há até leilão de placas de carros, em que um número específico de licença pode valer bem mais que o carrão em que será fixado.

Além disso, há as placas especiais e customizadas, que vêm atraindo cada vez mais os endinheirados. Assim, um desses objetos de desejo havia sido arrematado, no fim de 2022, por R$ 9 milhões. Portanto, era o recorde de preço até agora. Porém, na semana passada outra placa foi leiloada por US$ 15 milhões, o que dá uns R$ 74 milhões na conversão direta, sem taxas. Na licença aparece apenas "P7".



A placa foi arrematada em um pregão chamado Most Noble Numbers, algo como "Os números mais nobres". Segundo a Emirates Auctions, responsável pelo evento, tudo que foi arrecadado na ocasião foi destinado ao 1 Billion Meals Endowment. Ou seja, a campanha que visa fornecer alimentos a mais de 50 país que estão em situação de pobreza extrema. Portanto, trata-se de uma ação humanitária.

Publicidade


Como funcionam os leilões

‘Most Noble Numbers’: Why the car number plate 'P7' became the world's most expensive
Placa "P7" é única e a mais cara já arrematada em um leilão (Emirates Auction LLC/YouTube/Reprodução)

Assim como em países como na Inglaterra e em Estados dos Estados Unidos, por exemplo, nos Emirados Árabes Unidos é possível ter uma placa de carro personalizada. Essa licença deve ter de dois a cinco caracteres. Porém, quanto menos números e letras houver, mais exclusiva ela é. Com isso, o preço pode atingir cifras milionárias.

Inicialmente, apenas para poder participar do leilão, o interessado deve depositar o equivalente a mais de R$ 7 mil. Além disso, é preciso ter um arquivo de tráfego aberto em Dubai. Ou seja, o documento que prova que o candidato está em dia com o "Detran" local. Segundo os sites de leilões, os caracteres mais procurados são as letras de "H" a "Z", exceto a "J". Isso porque elas são as mais raras nas placas de carros licenciados no país.


Seja como for, o histórico de vendas de placas por preços estratosféricos não é raridade por lá. A primeira arrematada por US$ 9 milhões, a "D5", estava em um leilão feito em 2016. De acordo com o Guinness Book, a placa "1" foi a que alcançou o maior valor da história: US$ 14,2 milhões. Pelo menos, esse era o recorde reconhecido até a semana passada.

O Jornal do Carro está no Instagram, confira!

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Deixe sua opinião