Polícia fecha fábrica de réplicas ilegais em SC

Oficina em Itajaí foi denunciada por representantes de Ferrari e Lamborghini que eram falsificados no local. Réplicas não autorizadas eram vendidas por até R$ 250 mil

réplicas
Lamborghini e Ferrari eram alvos de falsificações Crédito: Foto: Polícia Civil de Santa Catarina/Divulgação

A Polícia Civil de Santa Catarina fechou em Itajaí uma fábrica de réplicas não autorizadas de modelos da Ferrari e Lamborghini. Os carros eram feitos sob encomenda e anunciados por meio de redes sociais. A polícia apreendeu chassis, moldes e ferramentas usados na montagem dos veículos.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

A fábrica foi encontrada após denúncias dos representantes das duas marcas no País. Além de materiais, oito carros em estado avançado de fabricação também foram apreendidos. Cada carro era vendido entre R$ 180 mil e R$ 250 mil, uma fração do valor dos modelos originais.

Crime

A polícia considera a empresa a maior falsificadora de Ferrari e Lamborghini do País. Os carros eram vendidos e entregues para compradores em todo o Brasil. A empresa era gerenciada por pai e filho, presos na operação. Ambos serão indiciados por crime contra propriedade industrial.

Segundo o jornal catarinense Diarinho, a empresa funcionava há pelo menos cinco anos. As réplicas usavam como base esportivos como Mitsubishi Eclipse.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas