Você está lendo...
Preço de carros usados volta a cair no Brasil; veja o quanto desvalorizou
SUMMIT MOBILIDADE: Clique e garanta o seu ingresso promocional Saiba Mais
Mercado

Preço de carros usados volta a cair no Brasil; veja o quanto desvalorizou

Supervalorizados durante a pandemia, carros usados e seminovos tiveram queda nos preços depois do programa de incentivos do governo

Thais Villaça, Especial para o Jornal do Carro

10 de nov, 2023 · 6 minutos de leitura.

Publicidade

sedãs usados financiamento preço
Sedãs médios usados podem ser boa alternativa a compactos zero km
Crédito:DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO

Seguindo a tendência de queda registrada em agosto, carros usados e seminovos apresentaram queda nos preços em setembro, de acordo com levantamento da KBB Brasil. Dessa forma, a depreciação média chegou a superar os 2%, dependendo da faixa de ano/modelo. 

Durante a pandemia, contudo, seminovos e usados ficaram supervalorizados por conta das paralisações das montadoras durante a quarentena, além da escassez de semicondutores, fatores que contribuíram para diminuir a oferta de modelos zero km. 

Já neste ano, o programa de incentivo à indústria automotiva do governo, lançado em junho, fez os preços médios e as vendas da categoria caírem afinal. Apesar de as vendas estarem subindo, mesmo que discretamente (alta de 3,7% em outubro), os preços médios ainda não voltaram ao mesmo patamar.

Publicidade




Entre os seminovos (até 3 anos de uso) na comparação de setembro com agosto deste ano, por exemplo, os carros 2024 apresentaram a menor queda nos preços, de -0,78%. Já os 2023 tiveram a maior variação: -2,44%. A média, entretanto, ficou em -1,95%.

Em contrapartida, preços dos usados (entre 4 e 10 anos de uso) caíram -1,71% na média. A menor variação ficou com modelos de 2014, enquanto carros fabricados em 2017 apresentaram a maior queda nos valores (-2,05%).

carros mais roubados
Gol 2022 registrou depreciação maior que outras versões mais antigas do hatch (Volkswagen/Divulgação)

Modelo e versão influenciam na desvalorização dos carros usados

Entretanto, é claro que esses índices de depreciação englobam a média geral do mercado. Mas dependendo da categoria, do modelo e até mesmo a versão do carro escolhido, os números apresentam uma grande variação.

O Volkswagen Gol, por exemplo, carro usado mais vendido nos últimos meses, teve uma desvalorização média de -7,62%, menor que a do restante do mercado, de -8,5%, diz estudo feito pelo site Mobiauto. E isso mesmo após sair de linha no fim do ano passado, quando a tendência nesse sentido é que a depreciação aumente. O ano de fabricação, contudo, influencia esses números. Modelos de 2019 e 2020, por exemplo, perderam menos de 5%, já os mais novos, de 2022, desvalorizaram 13,24% em média.

De acordo com Saint Clair Castro Jr., CEO da Mobiauto, esse é um fenômeno decorrente da alta de preços dos modelos zero km durante a pandemia. “O zero km, justamente esse Gol 22, subiu muito de preço na época. E agora começa a ocorrer uma natural acomodação de valores, o que pressupõe uma desvalorização percentualmente mais acentuada”, explica por fim.


Fiat Weekend
Fiat Weekend valorizou 3,62% no último ano (Fiat/Divulgação)

Peruas em alta

Praticamente sem opções de modelos zero km, as peruas usadas são boas opções de negócios, já que ainda mantêm uma base de clientes fiéis. No levantamento da Mobiauto, então, as station wagons com 4 a 10 anos de uso registraram depreciação de apenas 3,04%.

Por outro lado, entre os 18 modelos pesquisados, alguns chegaram até a apresentar índices de valorização no ano. A Fiat Weekend 2016, por exemplo, ficou 3,62% mais cara no último ano, enquanto a Volkswagen SpaceFox 2013 valorizou cerca de 3,39%.


sedãs usados Hyundai HB20S
Hyundai HB20S se destaca entre os sedãs compactos seminovos (Hyundai/Divulgação)

Sedãs compactos com grande variação

Além disso, a Mobiauto fez ainda uma pesquisa de preços de nove sedãs compactos seminovos dos anos/modelo 2022 e 2021. Desse modo, o destaque ficou com o Hyundai HB20S 2021 na versão Vision 1.0, que valorizou 8,87%. Em setembro do ano passado, o carro custava R$ 66.960, enquanto em setembro de 2023 seu preço médio era de R$ 72.897.


O Volkswagen Virtus 2021 1.0 200 TSI Highline, entretanto, aparece na segunda colocação, com valorização de 5,47% no mesmo período (de R$ 90.638 para R$ 95.598). Por outro lado, na outra ponta da tabela está o Renault Logan 2022 Life 1.0, que sofreu depreciação de -21,88%. Assim, em setembro passado, era cotado por R$ 65.136, em média. Por fim, em 2023, o sedã tem valor médio de R$ 50.885.

Jornal do Carro também está no Instagram, confira!

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Deixe sua opinião