Você está lendo...
Preço do elétrico Nissan Leaf é R$ 16.600 maior que na pré-venda
Lançamentos

Preço do elétrico Nissan Leaf é R$ 16.600 maior que na pré-venda

Com preço sugerido de R$ 195 mil, elétrico Nissan Leaf começa a ser vendido hoje no Brasil

José Antonio Leme

18 de jul, 2019 · 5 minutos de leitura.

leaf
Versão vendida no Brasil tem ajustes na suspensão
Crédito:Foto: Nissan/Divulgação
leaf

A Nissan deu inicio hoje (18) às vendas do elétrico Leaf no Brasil. A segunda geração do hatch japonês chega ao País com tabela de R$ 195 mil. Esse preço é R$ 16.600 maior que o praticado durante o programa de pré-venda.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

O modelo era oferecido desde novembro do ano passado por R$ 178.400. As entregas para quem comprou o carro durante a pré-venda começaram no mês passado.


O Nissan Leaf já vem com carregador Wallbox. O kit é composto pelo recarregador portátil. O comprador também tem direto à instalação do sistema de recarregamento em casa ou no escritório. Isso inclui cabo para tomada convencional e adaptador.

Leaf tem autonomia de 240 km

O Leaf foi mostrado pela primeira vez no País no Salão do Automóvel de São Paulo, no ano passado. O modelo que chega ao Brasil é da segunda geração.


O motor elétrico do Nissan gera o equivalente a 149 cv de potência e 32,6 mkgf de torque. As baterias são de 40 kWh. Isso se traduz em 37% a mais de potência e 26,% a mais de torque. A capacidade da bateria aumentou 67%, segundo dados da marca.

Com esse pacote, o Leaf tem 240 km de autonomia. Esse número se refere ao ciclo WTLP europeu, tido, segundo a Nissan, como mais "real". A marca informa que em testes de laboratório a autonomia chegou a 389 km.

SIGA O JORNAL DO CARRO NO INSTAGRAM


Três opções de recarga

O Leaf será oferecido com três opções de modos de recarga. Com o Wallbox, o recarregamento total das baterias leva de 6h a 8h. Nesse caso, o carro deve ser plugado a tomadas de 220v/240v, com 32 amperes.

Para emergências, há um cabo para tomadas convencionais de 110v/220v e 14 amperes. Nesse caso o recarregamento total leva de 20h a 40h.

Em pontos de recarga rápida, com tomadas de 480 v, basta uma hora para recarregar 100% das baterias. É importante lembrar que em todos os casos as tomadas devem ter aterramento.


Ajustes para o mercado local

O Leaf vendido na América Latina recebeu ajustes na suspensão. Há novas molas e amortecedores, feitos para as condições de pavimento da vias da região.

O sistema de direção também tem respostas mais diretas. E a rigidez torcional aumentou em 15%.


De série o Leaf vem bem equipado. Há itens como controlador de velocidade adaptativo, três modos de condução, câmera de 360° e seis Air bags. Assistente de partida em rampa e de permanência em faixa de rolamento com atuação no volante e frenagem de emergência também fazem parte do pacote.

Por ora, o Leaf será vendido apenas em seis cidades. São elas: Brasília, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo. A capital paulista é a única com duas concessionárias autorizadas a oferecer o novo Nissan.

Atualizada em 18/7 às 18h30


Deixe sua opinião