Você está lendo...
Preço dos carros 0-km subiu até 35% em 2021; veja variação dos mais vendidos
Mercado

Preço dos carros 0-km subiu até 35% em 2021; veja variação dos mais vendidos

Reajuste no preço dos carros novos se justifica em alguns casos pela troca de geração ou mais conteúdo, e em outros pelo aumento da demanda

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

03 de fev, 2022 · 4 minutos de leitura.

preço
Hyundai Creta foi o modelo que mais encareceu entre os dez carros mais vendidos do mercado em 2021, com 35% de alta
Crédito:Hyundai/Divulgação

O reajuste no preço dos carros 0-km foi uma constante em 2021. Tanto que, muitas vezes, podemos perder a noção da dimensão dos aumentos em um período mais longo de tempo. No entanto, um estudo da Kelley Blue Book (KBB), multinacional do setor de avaliação de veículos, aponta o que aconteceu com os preços dos modelos mais vendidos por aqui no ano passado. Na média, os reajustes foram de 25,4% chegando a um pico de 35%.

Cabe lembrar que, recentemente, o Jornal do Carro noticiou que os preços dos carros novos dispararam no Brasil. Na ocasião, apontamos que, em 12 meses, modelos "populares", como Chevrolet Onix e Volkswagen Gol, por exemplo, sofreram reajuste de 17%, aproximadamente.

O recente estudo - que comparou o preço médio dos carros mais vendidos do mercado em janeiro de 2021 e dezembro de 2021, com base na lista da Fenabrave - apontou que o Hyundai Creta foi o modelo da lista que mais encareceu. Em valores, passou de R$ 90.497 (janeiro) para R$ 122.151 (dezembro). Com base nesses preços, portanto, chegou-se à variação de 35%.


Hyundai
Vagner Aquino/Jornal do Carro

Contudo, importante ressaltar que, ao contrário de outros modelos, o Creta não aumentou de preço apenas por questão inflacionária. No período (setembro), o SUV ganhou nova geração. Com ela, passou a disponibilizar novo motor, visual 100% repaginado e sistemas mais modernos, o que contribuiu para a elevação.

Aumento, mas sem novidade

Se tem carro que justifica o aumento, com inclusão de itens, novos motores (caso do Jeep Compass, por exemplo) e até mudança de geração, do outro lado da moeda, alguns modelos não ofereceram absolutamente nada de novo e, ainda assim, sofreram expressivos reajustes.


preço
Fiat/Divulgação

É o caso do Fiat Mobi, por exemplo, que chegou até a liderar o mercado brasileiro de carros de passeio (em abril de 2021), mas, no mês seguinte, perdeu o posto para o irmão Argo. Isso, vale recordar, aconteceu por causa da paralisação que afetou fortemente a fábrica da General Motors em Gravataí (RS), minando as vendas do então líder Chevrolet Onix. Mobi e Argo, por fim, ficaram 30% mais caros entre janeiro e dezembro.

Abaixo, você confere a lista completa dos dez modelos mais vendidos do mercado em 2021 e suas respectivas variações de preços:


1º) Fiat Strada - de R$ 76.986 para R$ 103.114: 33,9%
2º) Hyundai HB20 - de R$ 67.032 para R$ 83.923: 25,2%
3º) Fiat Argo - de R$ 64.390 para R$ 83.721,00: 30%
4º) Jeep Renegade - de R$ 117.006 para R$ 141.750: 21,1%
5º) Fiat Toro - de R$ 142.150 para R$ 167.400: 17,8%
6º) Chevrolet Onix - de R$ 68.872 para R$ 83.716: 21,6%
7º) Jeep Compass - de R$ 175.985 para R$ 202.038: 14,8%
8º) Volkswagen Gol - de R$ 59.716 para R$ 74.263: 24,4%
9º) Fiat Mobi - de R$ 43.633 para R$ 56.883: 30,4%
10º) Hyundai Creta - de R$ 90.497 para R$ 122.151: 35%

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Fiat Cronos Drive 1.3
Oferta exclusiva

Fiat Cronos Drive 1.3

Deixe sua opinião