Você está lendo...
Ranking: os carros mais econômicos do mercado brasileiro em 2021
Mercado

Ranking: os carros mais econômicos do mercado brasileiro em 2021

Programa Brasileiro de Etiquetagem do Inmetro destaca híbridos e elétricos como os mais econômicos; motores turbo e flex também são destaque

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

09 de set, 2021 · 11 minutos de leitura.

Selo Conpet mais econômicos
Inmetro classifica consumos dos veículos por notas
Crédito:Diogo de Oliveira/Estadão

No primeiro trimestre deste ano, o Jornal do Carro publicou, então, a lista dos SUVs mais econômicos do País. A ideia foi trazer os números de consumo com o lançamento do Toyota Corolla Cross. O utilitário híbrido, contudo, já estreou no topo do ranking, como o mais econômico. Mas com a chegada de importantes SUVs turbinados, como Hyundai Creta, Jeep Compass e Renault Captur, é hora de uma segunda rodada.

Desta vez, no entanto, trazemos a lista em três partes. Com base nos números do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBVE), do Inmetro, atualizamos, assim, a lista dos dez SUVs mais econômicos do País. Além disso, apontamos os cinco modelos flex que menos consomem combustível. Por fim, como a última edição do ranking foi tomada por carros elétricos, cabe, portanto, rankear o "top five".

Importante dizer que os SUVs que são destaques neste ranking têm como base a média de consumo com gasolina. Afinal, é com o combustível fóssil que os motores bebem menos. Além disso, na lista de modelos flex a combustão, bem como na dos elétricos, usamos como base a unidade MJ/km (megajoule por quilômetro), medida fundamental no PBVE.


O PBVE

Mas antes de falar dos carros em si, vale destacar a importância do programa do Inmetro. É por meio dele que o consumidor recebe informações sobre o desempenho dos produtos em questão. O foco, dessa forma, é a eficiência energética. As informações servem para orientar a escolha do consumidor. De posse dos dados, fica mais fácil tomar decisões e encontrar os veículos mais econômicos do mercado.

Em síntese, os produtos avaliados passam por ensaios em laboratório acreditados pelo Inmetro. Com base em vários critérios, recebem etiquetas (fixadas no veículo) que informam a sua classificação, bem como os números de consumo obtidos em testes controlados, porém com índice de correção, para que os resultados se aproximem do uso real.

A classificação começa com a nota A (mais eficiente) e vai até a nota E (menos eficiente). Em suma, vale verificar a eficiência energética antes de fechar negócio. Isso significa menos gastos nos postos de combustível. Afinal, o preço médio da gasolina no País já encosta nos R$ 7. Veja abaixo os consumos na cidade (c) e na estrada (e), bem como as médias (m) com gasolina e etanol dos carros mais econômicos do Brasil.


SUVs

1) Toyota Corolla Cross XRV Hybrid (R$ 181.190)

SUVs
Diogo de Oliveira/Estadão
  • Motor 1.8 flexível de 101 cv + dois motores elétricos de 72 cv
  • Consumo etanol: 11,8 km/l (c) \ 9,6 km/l (e) \ 11,6 km/l (m)
  • Consumo gasolina: 17 km/l (c) \ 13,9 km/l (e) \ 15,4 km/l (m)

2) Chevrolet Tracker LT (R$ 110.390)

econômicos
Chevrolet/Divulgação
  • Motor 1.0 turbo flexível de até 116 cv
  • Consumo etanol: 8,2 km/l (c) \ 9,6 km/l (e) \ 8,9 km/l (m)
  • Consumo gasolina: 11,9 km/l (c) \ 13,7 km/l (e) \ 12,8 km/l (m)

3) Nissan Kicks CVT (A partir de 105.990)

Nissan Kicks 2022
Nissan/Divulgação

  • Motor 1.6 aspirado flex de até 114 cv
  • Consumo etanol: 7,7 km/l (c) \ 9,4 km/l (e) \ 8,55 km/l (m)
  • Consumo gasolina: 11,4 km/l (c) \ 13,7 km/l (e) \ 12,55 km/l (m)

4) Volkswagen T-Cross 200 TSI (A partir de R$ 96.290)

flex
Valeria Gonçalvez/Estadão
  • Motor 1.0 TSI flex de até 128 cv
  • Consumo etanol: 7,6 km/l (c) \ 9,5 km/l (e) \ 8,5 km/l (m)
  • Consumo gasolina: 11 km/l (c) \ 13,5 km/l (e) \ 12,25 km/l (m)

5) Volkswagen Nivus (A partir de R$ 105.645)

Volkswagen Nivus
Volkswagen/Divulgação
  • Motor 1.0 TSI flex de até 128 cv
  • Consumo etanol: 7,7 km/l (c) \ 9,4 km/l (e) \ 8,5 km/l (m)
  • Consumo gasolina: 10,7 km/l (c) \ 13,2 km/l (e) \ 12 km/l (m)
Peugeot 2008
Peugeot/Divulgação

6) Peugeot 2008 (A partir de R$ 109.490)

  • Motor 1.6 aspirado flex de até 118 cv
  • Consumo etanol: 7,4 km/l (c) e 9 km/l (e) \ 8,2 km/l (m)
  • Consumo gasolina: 10,6 km/l (c) e 13,1 km/l (e) \ 11,85 km/l (m)

7) Hyundai Creta 1.0 turbo (A partir de R$ 107.490)

econômicos
Vagner Aquino/Jornal do Carro
  • Motor 1.0 turbo três-cilindros de até 120 cv
  • Consumo etanol: 8,3 km/l (c) \ 8,7 km/l (e) \ 8,5 km/l (m)
  • Consumo gasolina: 11,6 km/l (c) \ 12 km/l (e) \ 11,8 km/l (m)

8) Citroën C4 Cactus 1.6 flexível (A partir de R$ 93.990)

cactus
Foto: Werther Santana/Estadão
  • Motor 1.6 aspirado flex de até 118 cv
  • Consumo etanol: 7,3 km/l (c) \ 9,1 km/l (e) \ 8,2 km/l (m)
  • Consumo gasolina: 10,4 km/l (c) \ 13 km/l (e) \ 11,7 km/l (m)

9) Novo Renault Captur (A partir de R$ 124.490)

econômicos
Renault/Divulgação

  • Motor turbo flex de até 170 cv
  • Consumo etanol: 7,5 km/l (c) \ 8,3 km/l (e) \ 7,9 km/l (m)
  • Consumo gasolina: 11,1 km/l (c) \ 12 km/l (e) \ 11,55 km/l (m)

10) Jeep Compass Sport (R$ 151.881)

Jeep Compass 80 Anos
Diogo de Oliveira/Jornal do Carro
  • Motor 1.3 turbo flexível de até 185 cv
  • Consumo etanol: 7,4 km/l (c) \ 8,7 km/l (e) \ 8,05 km/l (m)
  • Consumo gasolina: 10,5 km/l (c) \ 12,1 km/l (e) \ 11,3 km/l (m)

Flexíveis

1) Chevrolet Onix Plus (R$ 80.550)

chevrolet onix plus
Chevrolet/Divulgação

Com consumo energético de 1,34 MJ/km, o Chevrolet Onix Plus lidera o ranking dos carros com motor a combustão (1.0 flex de até 82 cv) mais econômicos do País. Faz 10,1 km/l na cidade, e 12,5 km/l, na estrada, isso com etanol. Quando consome gasolina, no entanto, o consumo é de 14,3 km/l e 17,7 km/l, respectivamente.


2) Renault Kwid (A partir de R$ 47.690)

Renault
Renault/Divulgação

O consumo energético do Renault Kwid, que foi de 1,39 MJ/km, coloca o hatch de entrada da marca francesa no segundo lugar do ranking. São, dessa forma, 10,3 km/l de média na cidade, e 10,8 km/l na estrada, quando o motor 1.0 flex de até 70 cv bebe etanol. Nesse sentido, com gasolina, os números são de, respectivamente, 14,9 km/l e 15,6 km/l.

3) Chevrolet Onix (A partir de R$ 72.290)

econômicos
Chevrolet/Divulgação

Equipado com motor 1.0 flex (até 82 cv), o Chevrolet Onix emplaca consumo energético de 1,4 MJ/km. Em síntese, são 9,9 km/l e 11,7 km/l em trecho urbano e rodoviário, respectivamente, com etanol no tanque. Por fim, com gasolina, são 13,9 km/l (c) e 16,7 km/l (e).

4) Fiat Mobi (A partir de R$ 49.532)

Mobi
Fiat/Divulgação

O Fiat Mobi 1.0 flex (até 75 cv), de acordo com o PBVE, marca 1,43 MJ/km e entra no Top 5 dos mais econômicos. Todavia, faz, com etanol, 9,7 km/l (c) e 11,5 km/l (e). Contudo, quando bebe o derivado do petróleo, emplaca médias de 13,8 km/l (c) e 16,4 km/l (e).


5) Fiat Argo (A partir de R$ 62.290)

Fiat Argo
Fiat/Divulgação

Além de estar nas primeiras posições do ranking dos carros mais vendidos, o Fiat Argo, da mesma forma, tem presença no ranking dos mais econômicos. Com motor 1.0 de até 77 cv, tem consumo energético de 1,48 MJ/km. Assim, o hatch faz 9,8 km/l (c) e 10,3 km/l (e), com etanol, e 14,2 km/l (c) e 14,5 km/l (e), com gasolina.

Elétricos/híbridos

1) BMW i3 (R$ 304.950)

BMW i3 2021
BMW/Divulgação

  • Motor elétrico com autonomia de 260 km
  • Consumo energético: 0,41 MJ/km
  • Convertido em km/l: 42,6 km/l (c) e 41,9 km/l (e)

2) Caoa Chery Arrizo 5e - R$ 159.900

arrizo
Caoa Chery/Divulgação
  • Motor elétrico com 322 km de autonomia
  • Consumo energético: 0,55 MJ/km
  • Convertido em km/l: 39,3 km/l (c) e 34,5 km/l (e)

3) JAC IEV40 (R$ 189.900)

iev40
Alex Silva/Estadão

Motor elétrico com 300 km de autonomia - Consumo energético: 0,56 MJ/km
Convertido em km/l: 37,5 km/l (cidade) e 34,8 km/l (estrada)


4) Nissan Leaf (R$ 277.990)

econômicos
Nissan/Divulgação
  • Motor elétrico com 272 km de autonomia
  • Consumo energético: 0,58 MJ/km
  • Convertido em km/l: 38,7 km/l (c) e 31,9 km/l (e)

5) Renault Zoe (A partir de R$ 204.990)

Novo Renault Zoe E-Tech
Diogo de Oliveira/Jornal do Carro
  • Motor elétrico com 385 km de autonomia
  • Consumo energético: 0,65 MJ/km
  • Convertido em km/l: 35,3 km/l (c) e 27,5 km/l (e)

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se