Notícias

Jeep Commander de sete lugares terá inédito motor a diesel de 200 cv

SUV chega entre final do ano e começo de 2022 com sistema híbrido-leve.

17 de jun, 2021 · 6 minutos de leitura.

Jeep Commander teaser" >
Jeep Commander teaser
Crédito:Crédito: Divulgação/Stellantis/Jeep
Teaser mostra silhueta do novo Jeep Commander

O inédito Jeep Commander, SUV de sete lugares que será feito em Goiana (PE), é uma espécie de Compass com sete lugares. Além disso. terá novidade sob o capô.

O novo Jeep, flagrado várias vezes em testes, deve chegar às lojas do Brasil entre o fim deste ano e o início de 2022 trazendo opção de motor 2.0 turbodiesel com potência na casa dos 200 cv.

Além disso, segundo a publicação automotiva “AutoCar India“, o SUV contará com sistema híbrido leve, que vai aliar o motor turbodiesel a bateria reforçada de 48V e gerador.

Seja como for, o modelo será construído no Brasil sobre a mesma base dos Jeep Renegade e Compass, bem como da Fiat Toro. Porém, o Commander também será feito na Índia. Com isso, vai abastecer o sul da Ásia.



Motor 2.0 turbodiesel reforçado

Esse motor 2.0 turbodiesel é uma evolução do Multijet 2.0 utilizado no Compass, por exemplo, No veterano, gera 170 cv e 35,7 mkgf.

Segundo rumores, esse reforço da tecnologia híbrida leve pode resultar no ganho de potência de quase 20%, chegando aos 200 cv. Além disso, o torque poderia ficar em torno dos 40 mkgf.

Apesar desse novo sistema de propulsão, o Commander deve manter o câmbio automático de nove marchas do Compass. Assim como a tração 4×4.

Também pode receber sistema de tratamento de gases com Arla 32 (reagente de ureia). Dessa, forma. há redução nos níveis de emissões.

Espera-se também que o Jeep Commander tenha versão mais urbana, com o mesmo motor da nova linha GSE. Ou seja, o quatro-cilindros 1.3 turboflex com potência de 180/185 cv e torque de 27,5 mkgf. Assim como câmbio automático de seis marchas.

Jeep Commander
Jeep Commander é flagrado em Córdoba, na Argentina, usando visual traseiro do Compass
Crédito: Reprodução/Autoblog Argentina

Commander será maior que o Compass

Ainda que derive da mesma plataforma compacta, a base “Small Wide” da antiga Fiat-Chrysler, o novíssimo SUV Jeep Commander será como um Compass mais longo, mas com importantes diferenças no visual e no acabamento.

Nesse sentido, o interior terá acabamento caprichado, mas não luxuoso, e espaço para sete pessoas, em três fileiras. Portanto, a configuração é semelhante à do antigo Commander. Ou seja, o SUV vendido na América do Norte entre 2006 e 2010.

Continua depois do anúncio

Na Índia, serão duas configurações. Ou seja, uma delas com assentos individuais na segunda fileira, o que certamente reduzirá a capacidade para cinco pessoas.

Enquanto o Compass tem 4,41 metros de comprimento e 2,63 m de distância espaço entre os eixos, espera-se pelo menos 4,70 m e 2,70 m, respectivamente, no Commander.

Além disso, segundo a Jeep, o Commander terá tecnologias como piloto automático adaptativo, com frenagem automática. Bem como alerta de saída involuntária de faixa e aviso de ponto-cego.

Plataforma dá origem a modelos bons de mercado

Irmãos de plataforma, os Jeep Renegade e Compass, bem como a picape Fiat Toro, são líderes de vendas de suas categorias. Ou seja, são campeões de vendas no Brasil.

Falando no Renegade, o SUV compacto foi o quarto modelo mais emplacado no Brasil de janeiro a maio de 2021. Nesse sentido, somou 33.105 unidades.

Por sua vez, o Compass estreou nova geração em abril. Foram vendidas 26.509 unidades nos cinco primeiros meses do ano.

Feita sobre a mesma base e na mesma fábrica de Goiana (PE), a picape Fiat Toro teve 28.184 vendas de janeiro a maio. Ou seja, está no oitavo lugar no acumulado de 2021.

A Jeep é líder de vendas no Brasil considerando o segmento de SUVs. Nesse sentido, detém 23% de participação.

No total de emplacamentos de 2021, a marca obteve 7,7% de participação total no mercado. Segundo dados da Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionárias.

Fiat Argo 1.0
Oferta exclusiva

Fiat Argo 1.0