Hairton Ponciano

14/10/2020 - 5 minutos de leitura.

Região do País define preferência do comprador por picapes, SUVs ou compactos

Dependendo das características de cada Estado da federação e do tipo de atividade econômica, mercado tende a valorizar automóveis com carrocerias específicas. T-Cross é o mais vendido em SP

suvs
T-CROSS FOI O SUV MAIS VENDIDO EM JUNHO E O 3º NO RANKING GERAL Crédito: VOLKSWAGEN
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

Nem Chevrolet Onix, nem Hyundai HB20. No lugar dos dois automóveis mais vendidos do País, no Estado de São Paulo a primeira posição do ranking no acumulado até setembro é o SUV Volkswagen T-Cross. No Mato Grosso, as duas primeiras colocações no ano são ocupadas por picapes. Em primeiro lugar aparece a Fiat Strada, enquanto que na segunda colocação está a Toyota Hilux. A picape da marca japonesa, a propósito, é o veículo mais vendido no Estado do Tocantins.

O ranking geral do País, que mostra o Onix como o mais vendido, tende a esconder características regionais. O comprador da região Centro-Oeste tem necessidades que não são as mesmas do cliente que mora no Rio de Janeiro, por exemplo. Fatores como geografia, tamanho das cidades, renda e atividades econômicas são determinantes na preferência do automóvel em cada região.

O Jornal do Carro fez um levantamento exclusivo, que mostra todas essas nuances, com base em informações da Fenabrave, entidade que reúne as associações de concessionárias no País. Como não poderia deixar de ser, o líder nacional Onix obviamente aparece na primeira posição na maioria dos Estados. Ele vence em 21 unidades da federação, incluindo o Distrito Federal. Mas perde em seis estados.

Em Alagoas, por exemplo, o Ford Ka é o modelo mais vendido. E o T-Cross aparece em terceiro lugar, atrás do Onix, mostrando que o sucesso em São Paulo não é um caso isolado. Outros Estados em que o Onix não reina em primeiro lugar são Minas Gerais ( VW Gol) e Roraima (Fiat Toro).

Agronegócio. No segmento automotivo, a força do agronegócio revela-se na venda de picapes em regiões onde a agricultura é forte. É o que explica a dupla de picapes nas duas primeiras posições no Mato Grosso. Lá, o líder nacional Onix ocupa o terceiro lugar.

SUVs como o T-Cross não vingam no agronegócio

Em Estados nos quais a agricultura e a pecuária são fortes, a participação de picapes compactas e médias é bem maior do que nos Estados mais industrializados. No Tocantins, por exemplo, os comerciais leves representaram 34,1% das vendas totais nos nove primeiros meses do ano. O Estado teve 5.276 emplacamentos de carros de passeio e 2.734 picapes.

Além de liderar o ranking no Estado da região Norte, a picape Toyota Hilux aparece na segunda posição também no Maranhão. Já a rival Chevrolet S10 conquistou o segundo lugar no Amazonas.

Em Rondônia, este ano foram emplacados 7.957 veículos de passeio e 3.856 picapes, o que representa uma média de praticamente uma picape para cada dois automóveis de passeio. No balanço do Estado, o Onix lidera, mas é seguido pela Strada (2ª colocada) e Hilux (3ª).

Como comparação, em São Paulo foram emplacados 275.884 veículos de passeio e 39.704 picapes, o que representa 12,6% do total.

Depois de São Paulo, o Estado que conta com o maior volume de emplacamentos no acumulado deste ano é Minas Gerais, com 208.189 carros de passeio e 46.145 picapes. Esse número elevado, no entanto, deve-se ao fato de que muitas empresas de locação registram sua frota do Estado.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais