Você está lendo...
Salão de elétricos mostra suas novidades
Notícias

Salão de elétricos mostra suas novidades

Marcas levam seus veículos ao ExpoCenter Norte, em São Paulo, até sábado (06)

04 de set, 2014 · 4 minutos de leitura.

 Salão de elétricos mostra suas novidades


Nanico Car é um projeto nacional de automóvel com emissão zero

O 10º Salão Latino-Americano de Veículos Elétricos, que ocorre em São Paulo até sábado (06), mostra que apesar de pequeno, o mercado de veículos ambientalmente corretos quer crescer no Brasil. O espaço ainda é pequeno e voltado na maior parte à geração de negócios e contatos profissionais, até porque poucas marcas de automóveis oferecem elétricos ou híbridos no País. Devido a isso, ainda são muitos os veículos de uso restrito, como carros de Golf.


Entre as maiores do setor, apenas Renault e Toyota marcaram presença. A francesa já vendeu 70 elétricos, entre ZOE, Twizy e Kangoo Z.E., para empresas e órgãos governamentais. Ela também mantém uma parceria com Itaipu, na qual além dos carros para uso, vendeu para a empresa de geração de energia uma leva de Twizy desmontados para estudar o modelo e ver que peças poderiam ser nacionalizadas do trem de força.

A Toyota, que já vendeu 385 Prius e 20 Lexus CT 200-h no País, não pretende fazer alterações na linha de veículos híbridos ofertados por aqui. A expectativa da marca, assim como de outros fabricantes, é por uma lei que dê incentivos na forma de redução de impostos por parte do governo federal.

PRODUTO NACIONAL


Único representante do mercado nacional de elétricos na feira, o Nanico Car é um projeto nacional de automóvel com emissão zero. Sua comercialização deve começar em fevereiro de 2015 a um preço estimado de R$ 20 mil.

Com dois lugares, ele tem um motor elétrico de 7,5 kW que proporciona até 80 quilômetros de autonomia e cujo pacote de baterias é recarregado em até 6 horas em uma tomada convencional. Com seus 280 quilos, pode atingir a velocidade máxima de 70 km/h. Ele terá air bags e freios com ABS para atender aos requisitos de carros produzidos no Brasil.


Junto do carro, a empresa pretende oferecer um kit de painel solares, sem custo, para serem instalados na garagem e com capacidade de 9 kW. Ou seja, além de recarregar o veículo, esses painéis servem para inserir uma pequena quantidade de energia na rede da casa. Há uma versão movida a Gás Natural do Nanico já sendo comercializada por R$ 16.500.