Você está lendo...
Site que fará nova regularização de blindados ainda está fora do ar
Notícias

Site que fará nova regularização de blindados ainda está fora do ar

Novas normas valem a partir desta sexta, mas site do Exército que fará o certificado de registro deverá ficar sem operação até dia 21 deste mês

Anelisa Lopes

09 de ago, 2017 · 3 minutos de leitura.

Novas regras
Crédito:Proprietários de blindados deverão regularizar posse de veículo. Foto: Heitor Hui/AE

As novas regras para veículos blindados deverão valer a partir desta sexta (11), mas o site do Exército responsável pela emissão dos documentos não deverá estar em operação até dia 21. Entre as principais mudanças para o setor está na documentação, que passa da atual Autorização Prévia para o Certificado de Registro (CR), pessoal e que deverá ser renovado a cada três anos, e a proibição do reaproveitamento de qualquer peça que componha a blindagem. Ou seja, qualquer item deverá ser destruído e substituído pela empresa blindadora.

De acordo com Alex Cirillo, vice-presidente da Câmara de Blindados, o site SISCAB (sistema informatizado de controle entre o Exército e a blindadora), que formaliza as autorizações hoje, migrará para um chamado SISCOVAB. "Ele deverá estar funcionando, no entanto, somente entre os dias 18 e 21 deste mês", explica. Segundo ele, a plataforma será mais moderna e contemplará outros tipos de blindagem, como de navios e guaritas, por exemplo.

Dessa forma, não haverá mais pedido de autorização para blindar um carro. O proprietário terá de se registrar no Exército para obter o CR e, com ele, está autorizado previamente para blindar. Para receber o veículo, a loja informará os materiais usados para que seja emitida a Declaração Definitiva. Para as concessionárias que já tenham o certificado, a autorização também é automática e o veículo poderá ficar exposto na loja.


Isso se aplica para carros usados também, já que o Detran não transferirá o documento. Quando for vendido, seguirá o processo normal: informa-se o CR do cliente com os dados da blindagem e o Exército emitirá a Declaração para que o carro seja entregue. Para clientes que tenham o documento de atirador ou colecionador de armas, a aquisição do blindado deverá ser anotada em seu registro. Atualmente, o País possui uma frota de 140 mil veículos com proteção.