20/04/2016 - 3 minutos de leitura.

Sol detona carro com a pintura suja

Exposição prolongada do carro ao sol desgasta pintura, mas limpeza ajuda a reduzir os danos

Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.


Poeira pode queimar a pintura

O verão terminou, o outono chegou e o sol ainda não deu trégua. Todo mundo sabe que é preciso tomar cuidados para evitar queimaduras na pele. No caso do veículo, a carroceria está preparada para resistir às agressões, mas, com o passar do tempo, essa proteção fica comprometida. Cuidados simples, como manter “a pele” do veículo limpa, reduzem os danos.

Especialista da área de assistência técnica e treinamento da fabricante de tintas PPG, Franklin Jeronimo diz que um dos efeitos desse desgaste é a perda de brilho. De acordo com ele, manter a superfície limpa reduz o efeito desse tipo de dano pois a incidência solar acaba sendo uniforme sobre as áreas mais sensíveis, como capô, teto e tampa do porta-malas (principalmente nos sedãs).

Se houver sujeira, aumenta a possibilidade do surgimento de manchas na pintura.Até mesmo gotas d’água sobre veículos que ficam expostos ao sol podem causar danos, pois, segundo Jeronimo, há risco de elas funcionarem como um prisma (lente de aumento), potencializando a incidência dos raios solares.

Para o supervisor de desenvolvimento da PPG, Ricardo Vettorazzi, esses efeitos demoram mais a aparecer em veículos que mantêm a pintura original de fábrica. “Nesse caso, o desgaste ocorre de forma mais uniforme e natural”, concorda o coordenador técnico do Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi Brasil), Alessandro Rubio.

Em carros repintados, aumenta a possibilidade de danos em caso de exposição severa ao sol. Se for preciso fazer algum tipo de reparo, deve-se utilizar materiais de boa qualidade (tinta e verniz) e procurar por profissionais gabaritados.

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais