Rodízio de veículos vai aumentar para até quatro dias em São Paulo

Nova restrição de circulação mais rígida passará a valer na segunda-feira (11) e será mantida enquanto a cidade estiver em estado de calamidade

rodízio
RODÍZIO PODE SER DE ATÉ QUATRO DIAS PARA ALGUNS CARROS Crédito: DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO

A partir da próxima segunda-feira (11), a cidade de São Paulo terá uma quarentena ainda mais restrita. A prefeitura vai aumentar o rodízio de veículos para até quatro dias na semana. O foco é reduzir a movimentação de pessoas e a abertura de comércios. O decreto será estampado no Diário Oficial de amanhã (8).

Carros com o último número ímpar na placa do veículo só poderão rodar em dias ímpares. E carros com placa de final par nos dias pares. Isso passaria a valer para toda a capital em todos os dias da semana, incluindo finais de semana de feriados.

A cidade de São Paulo é o principal foco de proliferação do coronavírus no País. E um dos desafios é fazer cair a mobilidade das pessoas e reduzir a curva de contaminação na localidade mais populosa do Brasil. E parte da solução pode estar neste rodízio ainda mais restritivo.



Inicialmente, o projeto iria colocar a proibição para o horário das 6h às 22h. Contudo, o prefeito Bruno Covas confirmou que ele será aplicado nas 24 horas do dia, proibindo a circulação inclusive de madrugada.

Nesta semana o Departamento de Operações do Sistema Viário (DSV), por meio da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET,) já começou a restringir a movimentação em principais avenidas da cidade, fechando faixas. Esta foi a primeira tentativa de forçar as pessoas a ficarem em casa devido à redução de vazão das vias.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Motos e transporte público continuam fora do rodízio

A semelhança com o modelo atual de rodízio é que há as exceções. Continuam a ficar isentos do rodízio as motocicletas, transporte escolar, guincho, transporte público, carros do serviço público essencial, além de modelos com permissão especial – entre eles híbridos e elétricos.

Fora isso, funcionários da área da saúde, mesmo que não sejam médicos, poderão se cadastrar para ficar fora do novo rodízio. Médicos e enfermeiros já estão fora do sistema de restrição atual. Eles deverão mandar um e-mail para isencao.covid19@prefeitura.sp.gov. Porém, já estão habilitados para rodar sem tomar multa agora, já que a pesquisa de multas será averiguada junto a este cadastro e serão canceladas se tiverem justificativa de trabalho.

No rodízio atual, imposto na cidade desde 1997, os carros não circulam apenas um dia da semana. De segunda à sexta, dois finais de placa por dia, não podem circular entre 7h e 10h  e das 17h às 20h. Além disso, veículos pesados têm outras restrições de horário no centro expandido.

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais