Você está lendo...
Strada, HB20 e Renegade mantêm liderança em janeiro ruim; veja o ranking
Mercado

Strada, HB20 e Renegade mantêm liderança em janeiro ruim; veja o ranking

Juros, falta de chips, variante Ômicron e chuvas estão entre os fatores que derrubaram as vendas de carros em janeiro; ranking mudou pouco

Marcio Ishikawa, Especial para o Jornal do Carro

02 de fev, 2022 · 7 minutos de leitura.

IPI
Fiat Strada pode ter redução inferior a R$ 1.000 com nova queda de IPI
Crédito:Fiat/Divulgação

O mercado de automóveis zero quilômetro no Brasil não teve um bom começo de ano. De acordo com o balanço mensal da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), divulgado nesta quarta-feira (2), a venda de carros sofreu forte retração em janeiro. Em relação a dezembro de 2021, houve queda de 31,64%. A comparação com janeiro de 2020 também não é favorável, com 28,26% a menos. Mas o recuo não alterou muito o ranking dos mais vendidos.

Dessa forma, Fiat e Hyundai certamente têm algo para comemorar. A picape Strada manteve a liderança do ranking geral, com 6.716 unidades emplacadas. Consequentemente, foi também o modelo comercial leve mais vendido. Da mesma forma, o hatch HB20 continua na ponta entre os automóveis após ter 5.634 unidades emplacadas. O Chevrolet Onix, que foi o líder no mês de dezembro, com 11.529 carros entregues, vendeu menos da metade em janeiro: 5.205. Assim, ficou no 3º lugar. 

Muitas razões para a queda

A combinação de alguns fatores provocaram a queda abrupta, na avaliação da própria entidade. "A alta nas taxas de juros restringiu a aprovação de crédito para financiamentos", afirma José Maurício Andreta Jr, presidente da Fenabrave, em nota. "Também tivemos uma queda na renda do consumidor, pelo aumento da inflação, em que pese tenhamos tido melhora dos níveis de emprego no país."


Além disso, Andreta Jr. lembra que janeiro já apresenta uma natural queda nas vendas, uma vez que a renda familiar fica mais comprometida no início do ano, em função do pagamento de impostos e gastos escolares. Os baixos estoques, ainda fruto da crise dos chips, também não ajudam.

Venda de carros
JF Diorio/Estadão

A Fenabrave também leva em conta outros fatores na explicação para a queda na venda de carros no mês de janeiro, ocorrências que provocaram a redução nas visitas dos potenciais clientes às concessionárias. Em primeiro lugar, o avanço da variante Ômicron; já em segundo lugar, as fortes chuvas que castigaram boa parte do País.


Nadando de braçada

A Fiat Strada continua sua trilha de sucesso e, após ser o veículo mais vendido do Brasil em 2021, com 109107 unidades, começa o ano onde estava. Ou seja, na liderança do ranking dos mais vendidos. Mas, mesmo ela não foi exceção à regra e sofreu queda: de 9060 vendas em dezembro/21 para 6716 em janeiro/22.

Venda de carros ranking
Diogo de Oliveira/Estadão

A Fiat nada de braçada no segmento, dominando quase metade das vendas (48,44%). Logo após ser superada pela Hilux em dezembro, a Toro recuperou o posto de vice em janeiro, com pouco menos da metade das vendas da irmã menor (3293 unidades) do segmento. Já a picape da Toyota fechou o pódio, com 2912 unidades.


Ranking: os 10 comerciais leves mais vendidos de janeiro

1 - Fiat Strada - 6.716
2 - Fiat Toro - 3.293
3 - Toyota Hilux - 2.912
4 - Renault Oroch - 1.447
5 - Fiat Fiorino - 1.343
6 - Ford Ranger - 1.221
7 - Volkswagen Saveiro - 1.180
8 - Volkswagen Amarok - 954
9 - Nissan Frontier - 950
10 - Mitsubishi L200 - 826



Disputa acirrada à vista

Dentre os automóveis, Hyundai HB20 e Chevrolet Ônix ficaram na ponta da tabela, com o hatch da marca coreana à frente por pouco mais de 400 unidades (5634 x 5205). Dessa forma, a briga promete ser acirrada em 2022.

Hyundai HB20 seguro ranking
Hyundai/Divulgação

Vale lembrar que, em 2021, a produção do compacto da Chevrolet foi bastante afetado pela crise dos chips, que acabou o relegando, no fechamento do ano, apenas a quarta posição no ranking dos automóveis mais vendidos, contrastando com a liderança folgada que obteve em 2020. Isso mesmo com uma boa arrancada na reta final do ano. Em dezembro, por exemplo, o Ônix fechou o mês com 11529 unidades emplacadas.

A terceira e quarta colocação são de dois modelos da Jeep -  e que não estão muito distantes dos ponteiros. O Renegade continua com bons números de venda, mesmo com a reestilização próxima, com 4999 unidades vendidas em janeiro - já o Compass vendeu exatas 94 unidades a menos.

Ranking: os 10 automóveis mais vendidos de janeiro

1 - Hyundai HB20 - 5.634
2 - Chevrolet Ônix - 5.205
3 - Jeep Renegade - 4.999
4 - Jeep Compass - 4.905
5 - Hyundai Creta - 4.175
6 - Volkswagen T-Cross - 3.761
7 - Volkswagen Gol - 3.435
8 - Chevrolet Ônix Plus - 3.431
9 - Fiat Pulse - 3.192
10 - Renault Kwid - 3.180


Domínio dos SUVs

De fato, a categoria dos utilitários esportivos continua ampliando o seu domínio. Se em 2021 ela ficou com 42,9% da venda de carros, 2022 começou com nada menos que 50,79% das vendas, certamente uma marca histórica. Ou seja, mais da metade dos automóveis vendidos no Brasil, atualmente, é um SUV.

T-Cross ranking
Divulgação/Volkswagen

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Fiat Cronos 1.3 Flex
Oferta exclusiva

Fiat Cronos 1.3 Flex

Deixe sua opinião