Mercado

SUVs mais vendidos: Renegade é campeão, Creta e T-Cross correm atrás

Jeep Renegade dificilmente será ultrapassado pelos demais SUVs, porém, em época de surpresas, modelo está bem abaixo da concorrência na preliminar de novembro

Vagner Aquino, Especial para o Jornal do Carro

10 de nov, 2021 · 5 minutos de leitura.

SUVs
Jeep Renegade fecha 2021 como o SUV mais vendido do Brasil, superando Creta, Tracker e T-Cross entre os compactos
Crédito:Jeep/Divulgação

No que depender da Jeep, as vendas de SUVs estão 100% dominadas. Em outubro, a marca de utilitários 4x4, que pertence ao grupo Stellantis, emplacou quase 7.000 unidades do Renegade e outras 6.000 do Compass. Com o resultado, a dupla lidera o ranking dos SUVs mais vendidos com grande folga. Respectivamente, têm 12% e 10,9% do mix da categoria.

Nesse sentido, é possível que o Renegade seja o SUV mais emplacado do ano. Com mais de 65 mil unidades entregues, o SUV compacto pode não ser mais ultrapassado pelos concorrentes. Entretanto, no mercado de automóveis tudo é possível. Afinal, pela parcial de novembro, o modelo da Jeep aparece bem abaixo da concorrência. Até esta quarta-feira (10), o modelo emplacou apenas 992 unidades. Enquanto isso, o Volkswagen T-Cross já tem 2.182 vendas.

Novo Hyundai Creta
Hyundai/Divulgação

Já o Compass, dificilmente será superado pelos rivais de médio porte. Mesmo com todo o sucesso inicial, o Toyota Corolla Cross chegou em março e soma pouco mais de 26 mil unidades, enquanto o Jeep Compass registrou 59 mil emplacamentos até outubro. Sem contar as 1.493 unidades só neste mês.

Busca incansável

Correndo por fora, estão Hyundai Creta e Volkswagen T-Cross, os únicos SUVs compactos mais próximos dos modelos da Jeep. No caso do Creta, a chegada da nova geração há dois meses já se reflete nas vendas, que subiram. De acordo com a marca, a nova geração já responde por 60% do total comercializado.

Em números, respectivamente, os modelos registraram 5.492 emplacamentos e 6.008 unidades em outubro. Com isso, o Creta soma 52.622 emplacamentos no acumulado do ano (9,7% do mix) e o T-Cross, 51.008 (9,4%).

SUVs
Volkswagen/Divulgação

Em síntese, o VW T-Cross - que foi o SUV mais vendido de 2020 - não deverá chegar ao pódio, já que a Volkswagen é, no momento, a marca mais afetada com a crise dos chips. Sem estoque de semicondutores, a alemã vai parar novamente a produção do T-Cross, na fábrica de São Jose dos Pinhais (PR).

Onix no topo novamente?

De acordo com números preliminares da Fenabrave, associação que reúne os concessionários de veículos do País, o Chevrolet Onix aparece, novamente, no topo de vendas de automóveis e comerciais leves no mês de novembro.

Chevrolet/Divulgação

Após meses de queda nas vendas, também por causa da crise dos chips, o hatch da GM voltou ao primeiro lugar. Até o momento, há 2.711 unidades emplacadas. Na sequência, vêm Hyundai Creta (2.323) e VW T-Cross (2.182) completando o pódio.

Ainda é cedo para cravar, afinal, faltam 20 dias para acabar o mês, mas cabe salientar que o concorrente mais próximo aos números do Onix é o Volkswagen Gol. O hatch da marca alemã, no entanto, ocupa o sexto lugar do ranking, com 1.460 unidades vendidas até agora. O Fiat Argo, que foi o mais vendido do mercado em outubro, está no 12º posto, com apenas 1.089 emplacamentos.

Acompanhe, abaixo, a lista dos top 10 da parcial de novembro:

1 - Chevrolet Onix: 2.711
2 - Hyundai Creta: 2.323
3 - Volkswagen T-Cross: 2.182
4 - Fiat Toro: 1.579
5 - Jeep Compass: 1.493
6 - Volkswagen Gol: 1.460
7 - Chevrolet Tracker: 1.455
8 - Chevrolet Onix Plus: 1.440
9 - Fiat Strada: 1.411
10 - Hyundai HB20: 1.336

Continua depois do anúncio

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se