Você está lendo...
Todo ano, 1,35 milhão de pessoas morrem em acidentes de trânsito
Notícias

Todo ano, 1,35 milhão de pessoas morrem em acidentes de trânsito

O número de mortes em acidentes de trânsito por ano corresponde à população de Copenhague, na Dinamarca

Redação

12 de dez, 2018 · 3 minutos de leitura.

Publicidade

acidente de trânsito
Crédito:Segundo dados da OMS, a maior causa de morte entre crianças e jovens de 5 a 29 anos são acidentes de trânsito. Foto: Ana Paula Niederauer/Estadão

Acidentes de trânsito continuam a ser uma das maiores causas de mortes no planeta. De acordo com um recente relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 1,35 milhão de pessoas morrem todos os anos, vítimas de acidentes no trânsito. Para dar uma ideia de o que esse número representa, é como se uma população do tamanho da de Copenhague, na Dinamarca, falecesse todos os anos.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

+ No Brasil, Salvador é exemplo

Publicidade


O último relatório da OMS revela que a maior causa de acidentes de crianças e jovens entre 5 e 29 anos são acidentes veiculares.

De acordo com o diretor geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, "essas mortes são um preço inaceitável (a pagar) pela mobilidade". Segundo ele, "o relatório é um chamado para que governantes implementem medidas (de segurança)". "Não há desculpas para não se tomarem providências."

Índice é maior em países pobres

Como regra geral, o risco de morte no trânsito é aproximadamente três vezes maior em países pobres.


A maior taxa de mortalidade relacionada a acidentes está na África. Lá, há 26,6 mortes para 100 mil habitantes. A menor fica na Europa (9,3 mortes para 100 mil pessoas).

Se serve como consolo, algumas regiões, como as Américas e a Europa, apresentaram declínio na taxa de mortes, comparado ao relatório anterior da OMS, de 2015.

O estudo mostra que pedestres e ciclistas correspondem a 26% do total de vítimas fatais nos acidentes. O número é bem maior na África (44%) e leste europeu (36%).


Motociclistas e passageiros respondem por 28% das mortes.

VÍDEO DA SEMANA: OS SEGREDOS DO SEDÃ MAIS AMADO DO BRASIL


Deixe sua opinião