Toyota e chinesa BYD vão construir elétricos juntas

Além dos carros, Toyota e BYD também vão produzir baterias para uso nos carros elétricos

BYD
BYD EV Crédito: BYD/Divulgação

A Toyota disse que iria desenvolver baterias de veículos eléctricos e baterias com BYD Co Ltd. Em um sinal que foi incrementando parcerias com marcas chinesas para construir carros elétricos acessíveis para o mercado de automóveis do mundo todo.

Em um comunicado conjunto, a Toyota e a montadora chinesa de carros elétricos informaram que desenvolveriam sedãs e utilitários esportivos. E que eles seriam vendidos sob a marca Toyota na China antes de 2025.

LEIA TAMBÉM: TOYOTA APOSTA EM HÍBRIDOS NO BRASIL

No início desta semana, a Toyota anunciou que estava se unindo à contemporânea Amerex Technology Co Ltd (CATL) da China para fornecer e desenvolver baterias para veículos de menor emissão.

Amplamente considerado ultrapassada na adoção de baterias contra rivais como a Nissan, por exemplo, a Toyota havia sinalizado em junho que pretendia obter metade de suas vendas globais de veículos elétricos. Incluindo híbridos de gasolina , até 2025, cinco anos antes do previsto.

Mas, para cumprir esse cronograma acelerado, a Toyota, a principal montadora do Japão, precisaria olhar além da Panasonic, sua parceira de longa data no desenvolvimento de baterias, para garantir o fornecimento.

BYD será um importante parceiro

Essas medidas vêm em meio a um crescimento vertiginoso no mercado de veículos de emissão zero. Com regulamentações de emissões globais mais rigorosas. Que deverão deslocar ainda mais motoristas para longe dos veículos com motores a gasolina nas próximas décadas.

Na China, a Toyota planeja lançar sua primeira bateria EV. Uma versão de seu crossover compacto C-HR IZOA , no ano que vem.

Toyota é a marca de veículos mais valiosa

Todo ano a consultoria BrandZ divulga uma edição do ranking de marcas mais valiosas. Entre as 100 mais de 2019, há três marcas automotivas presentes: Toyota, Mercedes-Benz e BMW. A japonesa ficou com a 41ª posição, sendo a melhor colocada. A Mercedes-Benz foi a 54ª e a BMW, a 55ª colocada.

A Toyota atingiu o valor de US$ 29,151 bilhões, uma queda de 3% em relação a 2018 e cinco posições a menos. As alemãs Mercedes e BMW tiveram queda de 9% perante 2018. Elas valem US$ 23,355 e US$ 23,326 bilhões, respectivamente. Cada uma perdeu oito posições no ranking.

Fora do Top 100, mas fechando o Top 10 automotivo surge a Honda, Ford, Nissan, Tesla, Audi, Volkswagen e Porsche. A única que apresentou melhora no valor de marca foi a Volkswagen, com 12% de crescimento. Já a Porsche acabou de entrar no top 10 do ranking.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas