Notícias

Toyota RAV4 é reprovado em teste do alce

Modelo se saiu mal no teste do alce e derrapou violentamente; Mitsubishi Outlander PHEV e Volvo XC40 Recharge também não conseguiram completar a prova

04 de dez, 2020 · 4 minutos de leitura.

teste" >
RAV4 faz feio no teste do alce de publicação sueca
Crédito:Reprodução/Internet

Uma das provas mais temidas pelas fabricantes é o teste do alce. A avaliação consiste em desviar de obstáculos, em uma pista demarcada em forma de ?S", a, pelo menos, 72 km/h. O objetivo é simular situações em que um animal de grande porte, ou uma pessoa, surja inesperadamente na frente do carro. No último deles, feito pela publicação sueca Teknikens Värld, a situação ficou feia para o Toyota RAV4 Prime Plug-in Hybrid, que derrapou violentamente e derrubou vários cones.

No teste (vídeo abaixo), o motorista precisa desviar, de forma brusca, sem atropelar os obstáculos. Isso mostra o comportamento de sistemas como suspensão, direção e pneus. Mas o SUV eletrificado da Toyota se deu mal já na primeira manobra evasiva, jogando extremamente a traseira para o lado esquerdo e invadindo as linhas pintadas do percurso.

Tudo foi repetido - a velocidades inferiores - até que o SUV híbrido plug-in fosse domado. Todavia, o utilitário só obteve sucesso a 63 km/h. De acordo com a publicação, a culpa é do controle de estabilidade do RAV4 Prime, que por falhas, faz o veículo perder o controle.

Repeteco

Esta, inclusive, não é a primeira vez que o SUV da Toyota falha no teste do alce. Em 2019, a versão convencional do modelo também não atingiu o objetivo. Para reverter a situação e, finalmente, obter a aprovação, a Toyota precisou desenvolver uma atualização do controle de estabilidade do veículo. O software atualizado foi implementado em todos os RAV4 vendidos na Europa.

Mas se o problema estava resolvido, por que a reprovação em 2020? A explicação é simples: o modelo Prime é plug-in, ou seja, há diferença tanto no peso total, quanto na distribuição.

Outras marcas também pecaram no teste

E não foi só Toyota que levou a pior. Mitsubishi Outlander PHEV e Volvo XC40 Recharge, que também são eletrificados, ficaram longe dos bons resultados. De acordo com a Teknikens Värld nenhum dos dois conseguiu completar o percurso a 72 km/h. Com base nisso, a publicação diz que todos falharam, porém, que o RAV4 é "Escandalosamente ruim".

Para se defender, a Toyota Motor Europe, em nota, disse que tomará medidas preventivas para garantir que o RAV4 Plug-in Hybrid possa passar no teste. Isso, certamente, exigirá nova reprogramação do controle de estabilidade.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se