Você está lendo...
Toyota vai produzir suas próprias baterias para carros elétricos
Notícias

Toyota vai produzir suas próprias baterias para carros elétricos

Japonesa Toyota vai investir até US$ 3,4 bilhões na produção das baterias de íon de lítio para sua linha de elétricos, que estreia já em 2022

Redação, Com Renan Monteiro, especial para o Jornal do Carro

15 de nov, 2021 · 4 minutos de leitura.

Toyota bZ4x elétricos
Primeiro carro 100% elétrico da Toyota, SUV bZ4x estreia nos Estados Unidos e inaugura linha de elétricos
Crédito:Toyota/Divulgação

A Toyota vai investir cerca de US$ 3,4 bilhões em baterias automotivas nos Estados Unidos até o final desta década. A fabricante japonesa quer o desenvolvimento próprio do componente, que será peça-chave da sua gama de veículos elétricos.

"Este investimento ajudará a introduzir veículos eletrificados mais acessíveis aos consumidores, bem como ajudar a reduzir significativamente as emissões de carbono. E, o mais importante, vai criar, assim, ainda mais empregos ligados ao futuro da mobilidade", afirmou o CEO da Toyota Motor North America, Ted Ogawa.

Toyota
Toyota/Divulgação

A eletrificação dos carros ganhou força neste ano na Toyota com a revelação do primeiro carro totalmente elétrico da marca, o SUV bZ4x. Com lançamento confirmado para 2022, o modelo é o primeiro de sete veículos elétricos que a Toyota vai lançar até 2025.



Outro fator para o alto investimento nas próprias baterias é a necessidade de independência em relação à produção do componente. Assim como ocorre com os semicondutores ou chips, a Toyota quer produzir suas baterias para não depender de terceiros.

Rivais como General Motors e Volkswagen enfrentam, no momento, grandes problemas com a falta de chips fornecidos por outras empresas.


Toyota bZ4x elétricos
Toyota/Divulgação

Como são as baterias da Toyota

Pegando o bZ4x como base, os carros elétricos da Toyota serão todos feitos sobre a plataforma e-TNGA, feita em parceria com a Subaru. O SUV elétrico conta com um conjunto de baterias de íons de lítio de 71,4 kWh instaladas sob o assoalho e integradas ao chassi.

Com essa capacidade, o bZ4x tem cerca de 450 km de autonomia com as baterias carregadas - conforme o padrão WLTP, usado na Europa. De acordo com a Toyota, ao conectar um carregador de 150 kW, a recarga de 80% da bateria leva aproximadamente 30 minutos.


No SUV elétrico, as baterias alimentam um motor elétrico dianteiro capaz de gerar 201 cv. Mas há uma versão com dois motores elétricos, um no eixo dianteiro, outro no traseiro. Dessa forma, o bZ4x tem tração nas quatro rodas e alcança os 214 cv. Entretanto, a velocidade máxima é de 160 km/h em ambas as opções. Já a aceleração de 0 a 100 km/ leva 7,7 segundos.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se