Emily Nery, para o Jornal do Carro e José Antonio Leme

07/10/2020 - 8 minutos de leitura.

Tudo que sabemos sobre o SUV de sete lugares da Jeep

Novo modelo não se chamará Grand Compass, mas vai utilizar motores a diesel e o novo 1.3 turbo flexível

suv de sete lugares
SUV de 7 lugares da Jeep já terá nova tecnologia embarcada. O modelo é baseado no Grand Commander (foto) Crédito: JEEP
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

A Jeep não faz mais tanto segredo sobre as novidades de 2021. A marca prepara uma avalanche de mudanças para a gama de veículos oferecidas no Brasil. Mas além das novidades de Renegade e Compass, que falaremos mais abaixo, a empresa terá um novo SUV de sete lugares no Brasil.

O novo modelo chega às ruas do País no segundo semestre de 2021. Sua missão é brigar na categoria de VW Tiguan AllSpace (nas versões de sete lugares), Caoa Chery Tiggo 8, Mitsubishi Outlander e Peugeot 5008, por exemplo. A FCA afirma que o modelo será o SUV mais tecnológico projetado e produzido na América Latina.



suv de sete lugares
JEEP

Itens que já estão presentes como opcionais no Compass, devem ser de série ao novo SUV. Entre eles frenagem autônoma de emergência, leitor de faixa de rolagem e controle de velocidade adaptativo. Outros itens que devem ser parte do novo projeto são o farol alto automático, abertura elétrica do porta-malas, entre outros.

Como era de se esperar, o modelo será produzido em Goiana (PE) e vai utilizar a mesma plataforma da qual surgiram Renegade e Compass. Com isso, também está confirmado que o novo SUV de sete lugares, além da opção de motor 2.0 turbodiesel de 170 cv, vai apostar no novo motor 1.3 turbo e flexível da família Firefly. Esse novo 1.3 turbo entrega cerca de 180 cv na calibração mais potente. Na Europa, ele tem também versões de 130 cv e 150 cv.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Nome Grand Compass está descartado para o SUV de sete lugares

A Jeep tratou de negar que o novo produto vá se chamar “Grand Compass”, como vinha sendo ventilado. A marca tem uma tradição de quando cresce alguns modelos, adotar o Grand no nome. Com isso fica o suspense para qual será o nome do novo modelo.

Vale lembrar que a Jeep já tem um modelo de sete lugares baseado na mesma plataforma do Compass, é o Grand Commander. O modelo é vendido na China e foi apresentado como o conceito Yuntu, em 2017, no Salão de Xangai.

Ele tem 4,87 metros de comprimento, 1,89 m de largura, 1,73 m de altura e entre eixos de 2,80 m. Como comparação, o Compass 4,41 m x 1,81 m x 1,63 m e 2,63 m de entre eixos. As medidas do Grand Commander são suficientes para garantir o espaço para sete lugares no novo SUV e brigar com o Tiguan AllSpace.

suv de sete lugares
JEEP

Compass e Renegade híbridos em 2021

Os dois modelos mais vendidos da Jeep no Brasil, também terão novidades. O Renegade que teve uma leve reestilização, vai ganhar uma nova geração em breve. Mas antes disso, o modelo vai adotar os novos motores turbo Firefly.

Ele terá o 1.0 três cilindros turbo e flexível. Esse motor rende cerca de 120 cv e vai ser uma novidade para aposentar o 1.8 e.Torq, que vem recebendo uma série de melhorias para tentar render mais e ser mais econômico, sem muito sucesso.

O Compass ainda espera sua primeira reestilização que deve acompanhar a adoção do motor 1.3 turbo em substituição ao atual 2.0 aspirado de 166 cv. Diferentemente do sete lugares, o Compass deve ficar com o 1.3 turbo calibrado para 150 cv.

Além disso, a FCA pretende vender aqui as versões híbridas, apresentadas durante a CES 2020, em Las Vegas, EUA. Com o sobrenome 4xe, elas associam o motor 1.3 turbo a um elétrico de 60 cv nas rodas traseiras, formando assim a tração 4×4.

Na Europa, a potência combinada do sistema no Renegade é de 190 cv e no Compass de 240 cv. O consumo, em ciclo europeu, chega a 50 km/l com gasolina. A bateria de íons de lítio é de 11,4 kWh. Ela garante uma autonomia de até 50 km no modo elétrico e a recarga pode ser feita em uma tomada convencional.

Jeep Gladiator atrasou e não tem data

O enorme volume de encomendas da picape Gladiator nos Estados Unidos tirou de cena a chegada no Brasil, por enquanto. A picape off-road, derivada do jipe Wrangler, foi um sucesso maior que o esperado por lá. Por isso, a fábrica não está dando conta de atender a produção. Não há uma nova estimativa de chegada no País.

suv de sete lugares
JEEP

Grand Wagoneer

Ainda que fosse desejado, a FCA também já descartou, ao menos por ora, a vinda do Grand Wagoneer. O modelo revisita um nome usado pela marca entre 1963 e 1993. Ele era o modelo mais luxuoso, e chegou ao mercado novamente para ocupar o mesmo espaço, acima do Grand Cherokee.

Em tempos de câmbio de dólar batendo em quase R$ 6, se tornou ainda mais inviável. Com base de picape Ram 1500, o Grand Wagoneer é muito grande e caro para o Brasil. Ele também é um SUV de sete lugares, mas nos padrões americanos, digamos assim. A FCA acredita também que o modelo por suas dimensões é pouco viável para as cidades brasileiras.

suv de sete lugares
JEEP

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais