Up! Connect conecta mesmo é o pé ao acelerador

Volkswagen Up! Connect tem um bom sistema multimídia, com som de qualidade saindo dos alto-falantes, mas faz mais barulho mesmo quando acelera

Connect
Volkswagen Up! Connect 2020 Crédito: Volkswagen/Divulgação

A Volkswagen enxugou a linha do Volkswagen Up! em maio, e o resultado foram três versões disponíveis apenas, dentre elas a Connect 170 TSI avaliada. O modelo é um foguete de bolso que custa a partir de R$ 54.890 e que, infelizmente, cobra cada centelha de diversão que desperta.

Dotado do ótimo motor 1.0 turbo que gera até 105 cv com etanol e 16,8 mkgf de torque, e do câmbio manual de cinco marchas que parece ter saído da Alemanha de tão preciso (ahh não, pera), o modelo arranca com vontade e só dá mostras de quem tem apenas um litro de capacidade de volumétrica quando os limites da lei de velocidades máxima nas vias já foram rompidos. Como não é para fazer isso, ele não mostra.

Vídeo da semana: Teste do Mercedes-AMG CLA 45 S
 
 

 

O sistema multimídia Composition Phone, com conexão Bluetooth, é bem fácil de manusear e completo, com uma boa qualidade de áudio vinda das caixas de som. Fora isso, de novidade no pacote, ele tem faróis de neblina, rodas de liga leve de 15 polegadas e uma faixa na lateral da carroceria.

Fora isso, é o bom e velho Up! Turbo de sempre. Dito isso, um leitor mais atento, que já conhece o carro, começa a imaginar um bom espaço interno para motorista e carona, e até certo conforto para duas pessoas atrás. Três vão apertados.

O porta-malas de 285 litros é pequeno para famílias, mas bom para um casal. De apenas 3,68 metros de comprimento, é mais fácil encontrar vagas para Up! nos centros urbanos. Com 951 kg e a ajuda da turbocompressão, que resgata os gases do motor, o Up! foi bem econômico durante a avaliação, fazendo 11 km/l com etanol.

A direção elétrica é bastante precisa e as suspensões, McPherson na frente e eixo de torção atrás, fazem um bom trabalho de absorção de impactos. Em curvas mais fechadas em alta velocidade, o carro tende a sair nas quatro rodas. Por causa até de seu baixo peso. Mas um conjunto suspensivo mais duro para acabar com isso deixaria o projeto ainda mais caro. E tiraria o conforto urbano do Up!.

Connect é mais um Up! caro

Por falar em projeto caro, dentro da proposta, este é o único defeito do carro, sua relação com o mercado. Tecnicamente é muito difícil achar um problema no Up!. Ele foi feito com muito carinho pela Volkswagen. Só que todo este carinho (o Up!, por exemplo, foi o primeiro compacto de entrada cinco estrelas em teste de impacto do mercado) deixou o modelo tão caro que ele rivaliza com o Polo em preço, que é um carro maior e mais versátil.

Com isso, o Up! virou um modelo de nicho, voltado para entusiastas que se importam mais com o que o carro pode fazer do que com o quanto custa. Se há algum alívio nisso para o comprador do carro é a pecha de que se você vê um dono de Up!, de carro ele entende.

Pró: Desempenho
O Up! turbo anda tanto que não dá para acreditar que é um 1.0.

Contra: Preço
O Up! é caro, seja qual versão for, e a Connect só continua essa saga.

Ficha técnica
Preço
R$ 54.890
Motor
105 cv (E) 101 cv (G) a 5.000 rpm
Torque
16,8 mkgf a 1.500 rpm
Câmbio
Manual de cinco marchas
Peso
951 quilos
Porta-malas
285 litros


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas