Sentra
Nissan/Divulgação

Vídeo: Nissan Sentra resolve pendências para resistir ao BYD King

Com preço congelado na versão topo de linha, Sentra atualiza visual e agrega itens de série na configuração de entrada; motor é o mesmo

Por Vagner Aquino 27 de jun, 2024 · 5m de leitura.

Ao contrário do BYD King, que chegou botando banca e almeja a liderança do segmento de sedãs médios – ocupado pelo Toyota Corolla -, o Nissan Sentra sempre se contentou com a vice-liderança da categoria. Na linha 2025, no entanto, o modelo chegou com nova cara e mais equipamentos. A ideia é, justamente, não perder o posto. Por isso, manteve o bom desempenho, a motorização a gasolina, e até o preço da versão topo de linha. Afinal, nada como fisgar o cliente pelo bolso.

Nissan Sentra 2025 resolve pendências para resistir ao BYD King

Com preços a partir de R$ 156.390 na opção Advance – a Exclusive não sai por menos de R$ 176.690 – o modelo de entrada passa a contar com monitoramento de ponto cego, alerta de tráfego cruzado traseiro, faróis automáticos inteligentes, bem como assistente de prevenção de mudança de faixa. Por isso, ficou R$ 3.400 mais caro.


Vagner Aquino/Especial para o Estadão

Mas, seja como for, o sedã é bem equipado. Na linha 2025, passa a vir com sistema de travamento automático das portas com o carro em movimento e destravamento das portas em caso de acidente. A chave I-Key tem novo design.

Na lista, oferece o mesmo de antes, como a central multimídia com tela de 8″ e espelhamento Apple Carplay e Android Auto. Mas a conexão requer o uso de fio. Ademais, o carro mantém direção elétrica, e volante multifuncional com aletas para trocas de marchas e regulagem de altura e profundidade. O piloto automático inteligente é disponível só na versão Exclusive, bem como o teto solar. Mesmo bem equipado, o Sentra fica devendo quadro de instrumentos digital (é analógico com tela TFT no miolo) e um freio de estacionamento mais moderno. A Nissan ainda usa pedal, como era no Toyota Corolla Cross, por exemplo.


Sentra
Versão Exclusive (à esq.) e (à dir.) configuração Advance (Vagner Aquino/Especial para o Estadão)

Visual

Além de alguns itens a mais, o Sentra recebeu atualização visual. Bem discreta, mas recebeu. Tem nova grade com filetes cromados e novo para-choque dianteiro. Os faróis continuam os mesmos, iluminados por LEDs. A versão de entrada ganhou rodas maiores (de 16″ passaram para 17″), que trazem detalhes em preto brilhante e acabamento diamantado. A Advance também ganhou nova cor na paleta, a Cinza Atlântico metálica. Ademais, permanecem as opções Preto Premium (sólida), Branco Diamond (perolizada) e a metálica Cinza Grafite.

Sentra
Nissan/Divulgação

Quem compra sedã, gosta de porta-malas grande. Aqui, são 466 litros de capacidade. Nas demais medidas, o carro também é bem generoso. São, portanto, 4,65 metros de comprimento, 1,82 m de largura, 1,46 m de altura e 2,71 m de entre-eixos.

Sentra
Vagner Aquino/Especial para o Estadão

Por fim, o motor continua o mesmo. Trata-se do 2.0 16V, com injeção direta de gasolina. Não é flex e nem tem eletrificação, por ora. A potência é de 151 cv e o torque fica em 20 mkgf, que aparecem tarde, a 4.000 rpm. Mas, a princípio, isso não impede a esperteza do sedã, que tem câmbio automático CVT com simulação de oito marchas.


Siga o Jornal do Carro no Instagram!

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.