Volkswagen, Toyota, FCA, Renault e Honda suspendem produção no Brasil por causa da covid-19

Volkswagen e Toyota tomaram decisão por conta do avanço do novo coronavírus, com objetivo de preservar os funcionários contraírem a covid-19

Volkswagen
Fábrica da VW em São José dos Pinhais Crédito: Volkswagen/Divulgação

Em um movimento já visto ao redor do mundo, montadoras de carros no Brasil também começaram a suspender as suas produções. Volkswagen e Toyota anunciaram a paralisação por conta do avanço do novo coronavírus no País.

A Volkswagen do Brasil diz que a “medida visa preservar a saúde de seus empregados e familiares”. Em nota, a montadora afirma que, até o dia 30 de março, os empregados da área administrativa ficam em trabalho remoto. E os da linha de produção em “folgas administradas por banco de horas”. Porém, a partir de 31 de março, os funcionários entram em férias coletivas por duas semanas. A marca também parou suas operações na Argentina.

A Toyota do Brasil informou que a suspensão da produção das quatro plantas industriais no Brasil começa a partir de 24 de março. O retorno está previsto para 6 de abril. Segundo a empresa, a paralisação vem para “atenuar os riscos à saúde” dos colaboradores e familiares, para além da “incerteza do mercado brasileiro no curto prazo”.

A montadora japonesa no Brasil ainda ofereceu “suas condolências a todos que perderam entes queridos em todo o mundo”. O que acontece desde o início da pandemia do novo coronavírus. A Toyota comunicou ainda expressar “sincero respeito aos profissionais de saúde e funcionários do governo que estão trabalhando dia e noite no combate” da pandemia.

A FCA, dona da Fiat e Jeep, também fará uma diminuição gradual da produção em suas fábricas no Brasil (Betim-MG, Goiana-PE e Campo Largo-PR) a partir de 27 de março. Com a paralisação total prevista para 30 de março. As atividades fabris serão retomadas em 21 de abril. A Honda é outra a parar . A empresa irá suspender a produção por 20 dias, a partir de 25 de março, com retorno previsto para 14 de abril, podendo ser postergado para 27 de abril. A Renault para o complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR), no período de 25 de março a 14 de abril de 2020.

Até o momento da reportagem, o Brasil tem 621 casos confirmados do novo coronavírus e 7 mortos.

Outras montadoras também vão parar

A General Motors também já anunciou a paralisação no Brasil. Como noticiou o Jornal do Carro, a intenção da GM é conceder férias coletivas aos empregados no País a partir de 30 de março. A montadora tem cinco fábricas no Brasil.

A Mercedes-Benz do Brasil foi outra empresa que anunciou a suspensão da produção. Segundo comunicado, a partir de quarta-feira, 25, até sexta-feira, 27, os funcionários terão folga. A ser debitada do banco de horas. Já a partir do dia 30 de março, a montadora entra em férias coletivas de 20 dias. A BMW também dará férias coletivas partir do dia 30 de março. O retorno das atividades é previsto para 22 de abril.

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas