Conheça a história do Land Rover Defender

Defender foi descendente dos primeiros Land Rover e trouxe até os dias atuais a aura de robustez e valentia

defender
Defender foi feito entre 1990 e 2016 Crédito: Foto: Roberto Assunção/Estadão

Perto de ganhar uma geração inteiramente nova, o Land Rover Defender é um dos modelos mais importantes para a marca inglesa. Ele foi o descendente direto do jipe que deu origem à marca, o Series I de 1948.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

Desenhado para uso em fazendas e indústrias, o Land Rover original foi produzido até 1985. Houve até um breve período de sobreposição com o Defender, lançado em 1983. Ainda assim, os primeiros modelos eram chamados apenas de 90 e 110. Os números eram referentes à distância entre-eixos em polegadas. A nomenclatura Defender apareceu apenas em 1990. O nome apareceu para evitar confusão com o então recém lançado Discovery. Foi quando o modelo passou a ser oficialmente chamado de Defender 90 ou Defender 110.

defender
Land Rover/Divulgação

Embora bem mais modernos que os antigos Land Rover Series, os Defender se mantiveram como a lembrança das origens utilitárias da marca. Robustos e muito capazes, eram o oposto dos jipões mais luxuosos da marca. Enquanto os Range Rover, e até os Discovery, ganharam muito luxo e sofisticação, o Defender se manteve fiel às suas raízes.

No lançamento em meados dos anos 80, o modelo ainda usava os mesmos motores de 2,25 litros a diesel e gasolina dos Land Rover Series. Com apenas 75 cv, estavam longe de dar ao modelo um desempenho aceitável. Um V8 de 3,5 litros a gasolina da Rover ainda estava disponível, mas o desempenho não era muito melhor.

Nos anos 1990, quando o nome Defender foi finalmente adotado, o utilitário ganhou um novo 2.5 turbodiesel de 110 cv, vindo do Discovery. Mais moderno, deu ao modelo desempenho melhor. O V8 chegou a 4,0 litros e chegou a ter transmissão automática em alguns mercados, numa tentativa de deixar o modelo menos rústico.

África do Sul

A Land Rover da África do Sul fez uma combinação bem exótica para os Defender vendidos no país. Entre 1997 e 2001, os 90 e 110 foram oferecidos com o seis cilindros em linha de 2,8 litros da BMW. O motor era o mesmo que equipava os 328i, 528i, 728i e o esportivo Z3. O modelo foi a alternativa que a Land Rover local deu para o fim da versão V8 a gasolina.

Ainda em 1998, o utilitário ganhou um 2.5 de cinco cilindros turbodiesel com 125 cv. E ao longo dos anos 2000, o modelo recebeu melhorias nos motores. Elas serviram para os propulsores se adequarem a regras mais restritas de emissões de poluentes. Em 2007 o 2.5 foi substituído por um novo 2.4 diesel de quatro cilindros fornecido pela Ford, que era dona da Land Rover na época.

O Defender nos anos 2000 o Defender também ganhou alguns luxos, como ar-condicionado, controles de estabilidade e tração e freios ABS.

Fim do Defender

A última atualização do modelo foi em 2012, quando o 2.4 deu lugar a um 2.2 a diesel, também com os mesmos 125 cv. A mudança enquadrou o modelo nas normas Euro V antipoluição.

O último Defender saiu da fábrica da marca em Solihull, na Inglaterra, em 29 de janeiro de 2016. A unidade é do modelo 90 com teto de lona.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas