Norton é salva da falência pela indiana TVS

Acordo de US$ 20 milhões selou a venda da empresa inglesa que estava sob administração judicial

tvs
NORTON AGORA PERTENCE A INDIANA TVS Crédito: NORTON

O drama pela continuidade da marca inglesa de motos Norton chegou ao fim. A empresa, que estava sob administração judicial correndo risco de falência, foi comprada pela indiana TVS por 16 milhões de libras, cerca de R$ 100 milhões.

A empresa britânica tem 122 anos de existência e estava na sua “segunda vida”. Ela já havia sido fechada uma vez e voltou à vida na segunda década de 2000. “Norton se apresenta a nós com uma imensa oportunidade em escala global”, disse o diretor geral da TVS, Sudarshan Venu.

A ideia da TVS é ter a Norton, que trabalha com modelos de alta cilindrada, como uma marca premium do grupo. A TVS trabalha basicamente em motos de baixa cilindrada. Segundo o site indiano Car and Bike, a TVS irá manter as operações da Norton no Reino Unido, bem como o modelo de negócio da Norton.



CURTA O CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

Quem é a TVS?

Listada no mercado de valores da Índia por US$ 1,8 bilhão, a TVS é uma das maiores fabricantes de motocicletas do país asiático. Ela era parceira da Suzuki para produção no território indiano. Ela foi a parceira da BMW na produção e desenvolvimento da linha 310. Tanto é que ela tem seu equivalente dos modelos da BMW, usando a mesma mecânica, mas com visual próprio.

No Brasil, é parceira da Dafra e oferecem a Apache 200 para a marca brasileira. Eles já eram parceiros da empresa desde 2009, quando era comercializada a primeira geração do modelo por aqui, a Apache 150. Nas duas gerações, a Street de apelo esportivo têm logotipos da empresa indiana espalhada pela moto apesar de ser oferecida como Dafra.

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais