Você está lendo...
Nova Sahara 300 mostra evolução das motos aventureiras da Honda 
Notícias

Nova Sahara 300 mostra evolução das motos aventureiras da Honda 

Nova moto trail une as características da famosa NX 350 Sahara da década de 1990 com tecnologia atual; conheça

Estadão Blue Studio, Especial para o Jornal do Carro

14 de fev, 2024 · 9 minutos de leitura.

Publicidade

A nova Sahara preserva a proposta do modelo original, porém demonstra a evolução das motos aventureiras da Honda
Crédito:Honda/Divulgação

A nova Honda Sahara 300 resgatou o nome de uma famosa moto da década de 1990: a NX 350 Sahara. Além do nome, a nova Sahara 300 inspirou-se na proposta do modelo original, ou seja, ser uma motocicleta multiuso.

“A escolha do nome Sahara para batizar um novo modelo teve por objetivo resgatar a essência de uma moto multiuso, capaz de atender à diferentes perfis de usuários, que podem querer cruzar o Brasil de norte a sul, ou cumprir trajetos urbanos em grandes cidades, ou ainda, ambos os destinos, enfatizando a sua durabilidade e resistência”, afirma o gerente de Marketing da Honda Motos, Renato Carreira Cruz. 

Inspirada nas motos Honda que venceram o famoso Rally Paris-Dakar entre 1986 e 1989, o nome Sahara foi sinônimo de motocicleta robusta e versátil nos anos 90. Com suspensões de longo curso, freios eficientes e o conforto aerodinâmico, proporcionado pela grande carenagem, a NX 350 Sahara virou um ícone entre os motociclistas daquela época que buscavam uma moto capaz de cumprir trajetos em estradas de qualquer tipo. Outra novidade, incorporada à NX 350 Sahara, foi a partida elétrica. 

Publicidade


Mas, afinal, o que a nova Sahara 300 tem a ver com a Sahara 350? A nova Sahara 300 nasce sob o pilar da total versatilidade, preservando integralmente o espírito “Sahara”, ou seja, a proposta de ser uma moto para diversos tipos de uso. 

Evolução da espécie

Claro que, após 30 anos, a nova Sahara preserva a proposta do modelo original, porém demonstra a evolução das motos aventureiras da Honda. “O principal foco na criação da Sahara 300 foi unir as características de versatilidade do lendário modelo do passado à tecnologia mais atual, desenvolvendo uma nova motocicleta enaltecendo as reconhecidas qualidades da família XRE”, esclarece o gerente de marketing da Honda Motos.

A Sahara 300 aposta em soluções técnicas inspiradas em elementos de reconhecida eficiência. Seu chassi deriva da Honda CRF 250F, uma moto off-road moderna e que já venceu quatro vezes consecutivas, a mais dura prova do off-road da América do Sul, o Rally dos Sertões.


Já seu motor deriva da CB 300F Twister, lançada há cerca de um ano. O monocilíndrico de 293,5 cm³ de capacidade tem comando simples no cabeçote (SOHC), com quatro válvulas, conta com a tecnologia FlexOne, que permite abastecer o tanque de 13,8 litros com gasolina ou etanol. Vale destacar que a Sahara 300 já atende ao Promot 5, a mais recente regra de emissão de poluentes nas motos. 

Capaz de produzir 25,2 cv de potência máxima a 7.500 rpm, quando abastecido com etanol, o motor da nova Sahara 300 tem bom desempenho para pegar a estrada. Contudo, é o torque desde as baixas rotações, que atinge o máximo de 2,74 m.kgf a 5.750 rpm, produzido pelo motor SOHC, que proporciona uma resposta mais consistente do acelerador justamente na faixa de rotações utilizada mais frequentemente.

Assim como o modelo dos anos 90, a nova Sahara também conta com câmbio de seis marchas, porém com a novidade de uma embreagem, do tipo assistida e deslizante. Dessa forma, exige menor esforço para acionar a alavanca nas trocas, além de a embreagem deslizante proporcionar segurança nas reduções de marchas, evitando o travamento da roda traseira. 


Segura e confortável

Além do moderno conjunto motor e câmbio, a nova Sahara 300 também traz suspensões robustas e de longo curso para enfrentar qualquer caminho com conforto e segurança - a exemplo do modelo da década de 1990. Equipada com garfo telescópico convencional na dianteira e uma balança de alumínio monoamortecida na traseira, nova trail de 300 cc da Honda conta com rodas raiadas e pneus de uso misto para rodar com segurança, seja no asfalto ou na terra.

Por falar em segurança, os freios são a disco nas duas rodas, como na antiga Sahara, porém ganharam a segurança do ABS de dois canais no novo modelo. Também conhecido como sistema de freio antitravamento, o ABS (Antilock Brake System) evita o travamento das rodas em frenagens de emergência ou em pisos escorregadios. 

O lançamento da Honda ainda incorpora o inédito sistema Emergency Stop Signal. Trata-se de um alerta de frenagem de emergência que aciona automaticamente as luzes dos piscas em frenagens bruscas acima de 50 km/h. O objetivo é alertar os condutores de veículos que vêm atrás e evitar acidentes.


Para garantir o conforto do motociclista e do passageiro, a Sahara 300 conta com assento amplo com espuma de boa densidade. Ideal para quem roda bastante no dia a dia ou vai encarar uma longa viagem. 

À sua frente, o piloto tem todas as informações sobre a moto no moderno painel digital do tipo black-out. Além de indicador de marcha e marcador de combustível, o painel ainda traz um computador de bordo, que informa o consumo e a autonomia da Sahara 300. Bem mais moderno e completo do que o painel analógico da antiga Sahara 350. 

Preço, cores e versões

A nova Honda Sahara 300 já está nas lojas em três versões. Todas compartilham o mesmo quadro e motor e têm freios ABS, mas se diferenciam pelas cores e equipamentos. A versão Standard, na cor cinza metálico, tem preço público sugerido de R$ 27.090. Já a Sahara 300 Rally pintada nas cores vermelha, preta e branca, tem preço sugerido de R$ 27.690.


A grande novidade da Sahara 300 é a versão Adventure, que já vem equipada de fábrica para quem pretende se aventurar por aí. Com pintura na cor bege e grafismos exclusivos, a Sahara 300 Adventure tem protetor de carenagem e de motor, além de um para-brisa mais alto na cor cristal. Mais completa, a versão topo de linha tem preço sugerido de R$ 28.650.

Deixe sua opinião