Você está lendo...
Teste: Honda ADV é para andar na cidade, mas encara o off-road sem medo
Avaliação

Teste: Honda ADV é para andar na cidade, mas encara o off-road sem medo

Honda ADV tem o mesmo motor 150 do PCX, mas por R$ 17.797 oferece pneus de uso misto e suspensões mais robustas para encarar a terra

Diego Ortiz

25 de jan, 2021 · 6 minutos de leitura.

Honda ADV
Honda ADV na terra
Crédito:Honda/Divulgação
Honda ADV

Scooters de baixa cilindrada são bichos encontrados apenas nas selvas urbanas. Meios de transporte básicos e práticos para quem quer ir do ponto A para o ponto B, apenas. Mas mesmo com foco na função, há pessoas que dão mais valor à forma. É para eles que a Honda lança agora a ADV. Um modelo que usa o mesmo motor da PXC, mas tem suspensões elevadas, pneus de uso misto e um visual aventureiro para custar mais. Aliás, bem mais, R$ 17.797 em São Paulo por conta do aumento do ICMS (R$ 17.490 nos outros estados), cerca de R$ 3 mil a mais que o PCX.

Dificilmente alguém irá fazer um off-road com este scooter. Será sempre visto no asfalto. Mas então porque pagar este valor a mais em um ADV? Apenas por estilo? A resposta é não. Mesmo para a cidade, as suspensões mais robustas do ADV garantem mais conforto ao passar pelos buracos. São 130 mm de curso na frente e 120 mm atrás - bichoque -, com um reservatório externo Showa que ajuda a evitar a compressão das molas, o famoso "bater seco".


O modelo é realmente mais amigável com o piloto que outros scooters. Não foge das características do segmento e ainda sacrifica um pouco as costas em vias acidentadas, mas muito menos que outros 150 com rodas pequenas - 14 polegadas na frente e 13 polegadas atrás no ADV - e suspensão de 100 mm de curso.

ADV se destaca na terra

Para quem vive em áreas rurais o ADV é ainda mais interessante. Os pneus Metzeler Tourance de uso misto dão uma estabilidade ao scooter em estradinhas de terra batida que não existe em nenhum outro modelo de baixa cilindrada. É preciso se acostumar no início com o freio ABS apenas na frente. Modelos que não têm este valor de venda, como a Yamaha NMax, possuem nas duas rodas, então isso foi uma bola fora da Honda.


Mas depois que o piloto se acostuma dá até para ganhar confiança e se divertir um pouco deixando a roda deslizar. Foram cerca de 10 km de trecho de terra durante a avaliação, com direito a pedriscos e um pouco de lama, e nenhum susto.

O desempenho é normal do que se espera de um modelo pequeno. O motor monocilíndrico de 149,3 cm³, o mesmo da PCX, tem 13,2 cv a 8.500 rpm 1,38 mkgf. Junto do câmbio CVT gera um desempenho ágil no trânsito, mas que sofre para chegar a velocidades altas. Mas se não brilha no quesito vento no rosto, o ADV tira onda na autonomia. O tanque de 8 litros e autonomia de mais de 40 km/l levam o piloto bem longe de casa.


A posição de pilotagem é ótima, com o guidão elevado, que deixa quem está guiando bem sentado. O banco é perfeito anatomicamente, mas é um pouco mais duro que que deveria. Abaixo dele há um porta-capacete de bons 27 litros, que pode abrigar o que o nome indica ou até pequenas compras.

Honda ADV é bom de equipamentos

A chave é do tipo presencial, há start-stop e um compartimento para deixar o documento da moto que conta com uma tomada 12V que dá para carregar o celular. O para-brisa tem regulagem que varia do enfeite ao enfeite mais alto. Ele não muda nada em termos de proteção de vento, mas pelo menos deixa o scooter mais bonitinho. Faróis e lanternas são de LEDs.


O painel digital merece um capítulo a parte. Em LCD com fundo preto, ele não é a coisa mais fácil do mundo de ver com luz direto nele. Mas pelo menos é bem completo, com medidor da carga da bateria, consumo médio, alerta de troca de óleo e distâncias A e B.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Prós

  • Suspensões
  • Conjunto mais elevado gera mais conforto para rodar em vias esburacadas

Contras

  • Preço
  • R$ 17.797 por um scooter de baixa cilindrada é mais que o razoável

Ficha Técnica

Honda ADV

Preço

R$ 17.797

Motor

149,3 cm3, monocilíndrico, gasolina

Potência

13,2 cv a 8.500 rpm

Torque

1,38 kgfm a 6.500 rpm

Câmbio

Automático CVT

Peso

127 kg

Tanque

8 litros