Placa Amarela Roberto Bascchera

O charme da saboneteira

Recheada de acessórios, picape Fiat 147 atrai fãs

Abre Crédito: Roberto Bascchera/Estadão

Pode ser pelas dimensões reduzidas, pelo design simples e marcante ou pelo fato de ser muito raro ver uma delas rodando por aí. O fato é que sempre que há uma pick-up Fiat 147 parada em algum lugar, forma-se uma rodinha de curiosos para admirar fazer perguntas.

“Esse motor é original?”, pergunta um curioso ao autônomo Marcos Duarte, o dono do exemplar branco, 1980, muito bem restaurado e recheado de equipamentos. “Sim, o 1.300 é original”, responde Duarte, entre paciente e orgulhoso, na manhã de sol no Anhembi, em São Paulo. “Você comprou assim ou reformou?”, pergunta outro. “Comprei de um amigo que realizou todo o trabalho e só concordou vender porque ir se dedicar ao projeto de um Chevette”, conta.

Rodas alargadas e suspensão levemente rebaixada. Foto: Roberto Bascchera/Estadão

Popularizada pelo apelido de “saboneteira”, pelo formato da pequena caçamba com capacidade para 650 litros de carga, a pick-up 147 foi lançada pela montadora italiana em 1978, dois anos após ter se instalado em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. Derivada do Fiat 147, a picapinha feita de início quase artesanalmente, foi a pioneira, no País, dos pequenos utilitários derivados de carros de passeio. E o motor transversal de 1297 centímetros cúbicos de cilindrada, com 72 vc de potência, deixava o carrinho bem esperto.

Motor 1.300 deixa o carro esperto. Foto: Roberto Bascchera/Estadão

O carro de Duarte chama atenção pela conservação e pelos acessórios. Além do conjunto óptico original, a dianteira conta com dois pares de faróis de longo alcance, um quadrado, outro redondo. As rodas do Fiat Rallye, alargadas e com tala sete polegadas, passaram a ter aro 15 polegadas. Os pneus 185/45, largos e de perfil baixo, dão o toque de esportividade em combinação com a carroceria levemente rebaixada. Uma entrada de ar sobre o capô, para a refrigeração do motor, e teto solar completam o conjunto.

Interior com acessórios de época. Foto: Roberto Bascchera/Estadão

O interior conta basicamente com volante esportivo da versão Rallye, bancos altos de época e conjunto de som composto por toca-fitas Roadstar e equalizador Tojo. Receita simples, mas que, tudo somado, chama atenção dos fãs.

Traseira com porta que abre lateralmente. Foto: Roberto Bascchera/Estadão

Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Mais artigos