16.04.2014 | 8:05

Reparo de câmbio automatizado é caro

Com diversos componentes eletrônicos, em caso de defeito, conserto pode chegar a R$ 7.500

Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.


Sistema usa as mesmas peças de um câmbio "normal". Módulo eletrônico gerencia as operações

Desde o Chevrolet Meriva, primeiro nacional com câmbio automatizado, lançado em 2007, até agora, esse tipo de transmissão não parou de evoluir. O sistema, que, assim como as caixas manuais, têm platô, disco e rolamento pode representar uma despesa e tanto na hora do reparo. Caso seja preciso trocar o módulo de comando eletrônico, item inexistente nos câmbios convencionais, o custo chega a R$ 7.500, segundo os especialistas consultados.

Entre as vantagens, as transmissões automatizadas dispensam o pedal da embreagem. “O reparo é mais caro por causa da eletrônica envolvida”, afirma o proprietário da Edermatic (5641-1284), oficina especializada em transmissões automáticas que fica na Chácara Santo Antônio, zona sul, Ederson Sá.

++ Siga o Jornal do Carro no Facebook
++ “Desenvelopamento” custa caro e leva tempo

Um problema comum é o desgaste prematuro da embreagem. Responsável pelo atendimento ao cliente da Fiat, Rodrigo Escoriza diz que, muitas vezes, isso ocorre por culpa do motorista. “É comum que quem costumava guiar carros com câmbio automático convencional mantenha velhos hábitos que são prejudiciais aos automatizados, como segurar o veículo em ladeiras pressionando o acelerador. Isso abrevia significativamente a durabilidade do conjunto.”

REPARO

Um kit completo de embreagem para um Chevrolet Meriva Easytronic tem preço sugerido de R$ 2.151 na Gran Leste (3311-2000), autorizada da marca no bairro do Belém, zona leste. Como comparação, na cesta com as mesmas peças para um modelo similar, mas com transmissão manual, o custo baixa para R$ 720.

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais