Saiba quanto custa um carro com desconto para o público PCD

Isenção de IPI e ICMS é concedida a portadores de necessidades especiais; veja opções e como funciona a compra

Jeep Renegade PCD
Crédito: Jeep

Comprar um carro zero-km sai um pouquinho mais barato para consumidores com necessidades especiais. A lei brasileira permite a portadores de diversos tipos de deficiências, patologias e limitações físicas ou mentais (conhecidos pela sigla PCD) a aquisição de um veículo novo a cada dois anos, com isenção de IPI e ICMS. Com isso, o preço final fica cerca de 22% menor que o da tabela “cheia”.

A regalia tem algumas regras. É preciso que o modelo seja novo e fabricado no Brasil (nada de importados de luxo, portanto). O preço de tabela sem as isenções não pode passar de R$ 70 mil. Carros com valor superior podem ser comprados, mas nesse caso haverá desconto apenas do IPI (e não do ICMS).

O processo envolve trâmites na Receita Federal e Fazenda Estadual que demoram de seis a oito meses, até que sejam expedidas cartas de isenção que permitirão a compra sem impostos. A solicitação à Receita Federal já pode ser feita pela internet.

Antes de obter essas cartas, porém, pode ser preciso arcar com os custos de uma autoescola, para obtenção de uma habilitação específica. Calcule uma despesa de cerca de R$ 2 mil.

LEIA MAIS: veja o passo a passo para comprar um carro novo com isenção de impostos

Se o beneficiário não tiver condições de dirigir (é o caso de tetraplégicos, portadores de doenças degenerativas ou que tiveram membros amputados, por exemplo), ele pode adquirir o veículo com os descontos, em seu próprio nome, e nomear um familiar como condutor.

Despachantes cobram entre R$ 500 e R$ 1.000 para cuidar da burocracia junto aos órgãos públicos. Mas há concessionárias que podem ajudar. Muitas têm departamentos exclusivos para vendas ao público PCD, que oferecem serviços para incentivar o cliente a fechar negócio.

Somente com as cartas de isenção na mão, o interessado poderá fazer a compra com desconto. O modelo escolhido é faturado diretamente da fábrica. As cartas têm validade de 120 dias, o que significa que a montadora escolhida precisa ter a capacidade de produzir e entregar o carro encomendado dentro desse prazo. Caso contrário, o comprador perde a documentação e precisa reiniciar o procedimento para obtenção de novas cartas.

“Na concessionária, os consultores de vendas examinam a validade das cartas de isenção e as comparam com o prazo médio de entrega do carro desejado. Se não for possível atender ao pedido antes do vencimento das cartas, o pedido não é aceito”, explica Alexandre Carvalho, da Nissan.

O teto de R$ 70 mil

O teto legal de R$ 70 mil para a compra de veículos com isenção de IPI e ICMS já está bastante defasado, diante dos sucessivos aumentos de preço praticados pelas montadoras nos últimos anos.

Se antes era possível adquirir até modelos médios, como Toyota Corolla, hoje boa parte das opções que estão dentro dessa faixa é formada por hatches e sedãs compactos.

A maioria traz câmbio automático – item que é suficiente para facilitar o uso do carro por um número expressivo de portadores de limitações físicas. Outras adaptações são feitas por empresas especializadas.

Também são acessíveis ao público PCD algumas versões mais em conta de SUVs compactos, como Ford EcoSport, Nissan Kicks, Renault Captur e Jeep Renegade.

De olho na expansão desse mercado, muitas montadoras criaram versões específicas para PCD. Nelas, as marcas eliminam itens como rodas de liga leve, central multimídia e faróis de neblina. Tudo para fazer a conta fechar abaixo do limite de R$ 70 mil e permitir o desconto dos dois tributos.

SUVs, os queridinhos em falta

Hoje o segmento que povoa a cabeça e os sonhos dos brasileiros é o dos SUVs, e com as vendas especiais não poderia ser diferente. Os utilitários-esportivos estão entre os modelos mais requisitados pelo público PCD.

A demanda é tanta que alguns desses modelos tiveram a comercialização para PCD interrompida. É o caso do Renault Captur e do Nissan Kicks. As duas marcas pararam de aceitar pedidos para esses carros.

A suspensão é temporária, embora por tempo indeterminado, e deve perdurar até que as fabricantes consigam adequar a produção à procura. Se continuassem aceitando pedidos, elas correriam o risco de não conseguir entregar os carros dentro dos 120 dias de prazo estipulados nas cartas de isenção, e as compras seriam frustradas.

Vale lembrar que os exemplares expostos nas concessionárias não podem ser repassados para PCD. Nas vendas especiais, cada carro é produzido sob encomenda e faturado diretamente na fábrica.

O que dá para comprar

Listamos a seguir os preços finais para o público PCD de alguns modelos, entre hatches, sedãs e utilitários-esportivos. Os valores são para exemplares com pintura sólida.

No caso do Uno, os preços informados são para os últimos exemplares ainda em estoque das versões Way e Sporting, que estão sendo descontinuadas pela Fiat.

Hatches

Toyota Etios X 1.3 (câmbio manual) – R$ 37.776

Fiat Mobi Drive 1.0 GSR (câmbio automatizado) – R$ 38.277

Toyota Etios X 1.3 (câmbio automático) – R$ 41.709

Nissan March SL 1.6 (CVT) – R$ 43.500

Fiat Uno Way 1.3 GSR (automatizado) – R$ 43.723

Fiat Uno Sporting 1.3 GSR (automatizado) – R$ 44.504

Peugeot 208 1.6 Active Pack (automático) – R$ 44.990

Citroën C3 1.6 Attraction (automático) – R$ 46.312

Toyota Etios X Plus 1.5 (câmbio automático) – R$ 46.798

Fiat Argo Drive 1.3 GSR (automatizado) – R$ 46.846

Citroën C3 1.6 Exclusive (automático) – R$ 44.504

Peugeot 208 1.6 Griffe Business (automático) – R$ 52.990

Fiat Argo Precision 1.8 (automático) – R$ 53.328

Sedãs

Toyota Etios X 1.5 (câmbio automático) – R$ 45.479

Nissan Versa 1.6 SL (CVT) – R$ 46.800

Fiat Cronos Drive 1.3 GSR (automatizado) – R$ 48.798

Toyota Etios X Plus 1.5 (câmbio automático) – R$ 49.030

Honda City 1.5 Personal (CVT) – R$ 53.016

Fiat Cronos Precision 1.8 (automático) – R$ 54.655

Peugeot 408 1.6 THP Business (automático) – R$ 54.990

SUVs

Peugeot 2008 1.6 Allure Business (automático) – R$ 52.990

Nissan Kicks PCD (CVT) – R$ 53.082

Jeep Renegade 1.8 (automático) – R$ 54.655

Ford EcoSport SE Direct 1.5 (automático) – R$ 55.292

Monovolumes

Honda Fit Personal (CVT) – R$ 53.016

Citroën Aircross 1.6 Live (automático)– R$ 54.124

Modelos acima de R$ 70 mil (nestes casos, há isenção apenas de IPI)

Honda Fit EXL (CVT) – R$ 73.749

Honda WR-V EXL (CVT) – R$ 76.006

Jeep Renegade Custom 2.0 turbodiesel 4×4 (automático) – R$ 89.592

Honda HR-V EXL (CVT) – R$ 93.789

Honda Civic EXL (CVT) – R$ 95.865

Jeep Renegade Limited 2.0 turbodiesel 4×4 (automático) – R$ 102.392

Jeep Compass Longitude 2.0 turbodiesel (automático) – R$ 119.192

Atualizado em 12/06/2018 às 16h.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas