Subaru chama Legacy e Outback para reparo de air bag

Quatro unidades da perua Outback e um sedã Legacy GT estão envolvidos em recall mundial por air bag defeituoso. Subaru pede contato imediato

subaru
Air bag do passageiro será trocado por risco de partes metálicas serem projetadas em caso de acidente Crédito: Foto: Subaru/Divulgação

A Subaru está chamando proprietários de cinco unidades dos Subaru Legacy GT e Outback fabricados em 2014 para substituição do air bag do passageiro da frente. Os modelos estão incluídos no recall global da Takata, fornecedora do componente que produziu peças defeituosas para milhões de carros ao redor do mundo.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

As unidades que terão a peça substituída agora foram fabricadas entre 18 e 25 de janeiro de 2014. Os chassis envolvidos vão de EG036540 a EG177299 não sequenciais.

Segundo a marca, a entrada de umidade na peça pode alterar as propriedades químicas do agente que infla o air bag. Isso fará a bolsa ser inflada com força demais, projetando também partes metálicas da estrutura do componente.

Essas partes viram projéteis atirados em direção ao ocupante. Eles podem causar ferimentos graves e até a morte. A Subaru pede que o proprietário do único Legacy GT envolvido e os donos das quatro Outback envolvidas entrem em contato imediatamente com a marca para agendamento do serviço.

A marca disponibiliza o telefone 0800-770-2011 para maiores informações. A troca do air bag do passageiro é gratuita e leva cerca de três horas.

Entenda o caso

O defeito no insuflador dos air bags da Takata teve as primeiras notícias divulgadas em 2014. Desde então, já atingiu 80 milhões de carros e 100 milhões de deflagradores das bolsas, no Brasil e no mundo.
Cerca de 30 montadoras têm carros com air bags da Takata. Entre elas, estão as também japonesas Honda e Toyota.

O deflagrador do air bag é uma peça responsável por inflar a bolsa na hora de um impacto. Ela fica envolvida por um revestimento metálico.

Em caso de colisão, a peça metálica se desfaz, enchendo a bolsa em milissegundos.

No caso dos air bags defeituosos da Takata, fragmentos metálicos do deflagrador podem ser lançados na direção dos ocupantes dos bancos dianteiros, causando ferimentos.

Apesar de o caso só ter se tornado público em 2014, envolve carros posteriores a esta data. Há registro de problema em um Honda Accord em 2004.

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais