Jornal do Carro

Os carros mais  econômicos do  Brasil em 2022 segundo o Inmetro

Veículos elétricos e híbridos destacam-se na tabela de consumo do Inmetro, assim como hatches e sedãs com motor 1.0; veja os mais econômicos

01. Toyota Corolla Cross XRV Hybrid

Estreou no Brasil em 2021 e, desde então, tem chamado bastante atenção do consumidor. Na versão híbrida topo de linha, a XRV, o consumo impressiona. Com motor 1.8 flexível de 101 cv ligados a dois elétricos de 72 cv, os números com gasolina chegam a 17km/l na cidade e 13,9 km/l na estrada. Já com etanol, fica em 11,8 km/l e 9,6 km/l respectivamente. Assim, fica com uma média de 1,35 MJ/km.

02. Chevrolet Onix Plus

Em seguida, temos o Chevrolet Onix Plus. Com motor 1.0 de 82 cv e 10 mkgf de torque, o sedã faz uma média de 10,1 km/l na cidade e 12,5 km/l na estrada, com etanol. Já com gasolina, os números chegam a 14,3 km/l e 17,7 km/l, respectivamente. Assim, o sedã da marca norte-americana tem consumo energético de 1,34 MJ/km, que garante a nota ''A'' na categoria e ''B'' no geral. Atualmente, o preço parte de R$ 80 mil.

03. Renault Kwid

Recente lançamento da Renault, o próximo da lista é a nova geração do Kwid. Com a proposta de ser o carro mais econômico do país, o hatch  tem um desempenho bem favorável. De acordo com a tabela, com etanol, ele faz uma média de 10,3 km/l na cidade e 10,8 km/l na estrada. No entanto, é com gasolina que o consumo impressiona, chegando a 14,9 km/l e 15,6 km/l, respectivamente. O Kwid ficou com uma média de consumo de 1,39 MJ/km.

04. Chevrolet Onix

Assim como seu irmão sedã, o Chevrolet Onix também entra na lista de mais econômicos. O modelo, com seu motor de 82 cv de potência máxima, tem uma média de consumo energético de 1,40 MJ/km. Assim, com gasolina, os números ficam em 13,9 km/l na cidade e16,7 km/l na estrada. Enquanto isso, com etanol, o modelo faz 9,9 km/l e 11,7 km/l respectivamente.

05. Fiat Argo

Vice-campeão de vendas no Brasil em 2021, perdendo para o Hyundai HB20. O hatch tem consumo médio de 13,9 km/l na cidade e 15,1 km/l na estrada com gasolina, garantindo uma média de 1,47 MJ/km. Já com etanol, os números não são tão atrativos, mas são bons, ficando com 9,8 km/l no ciclo urbano e 10,7 km/l no rodoviário. Equipado com o Firefly 1.0 de 3 cilindros que oferece 77 cv máx. e 10,8 mkgf de torque. Atrelado a um câmbio manual de cinco marchas. Alcança 163 km/h de velocidade.

06. Fiat Mobi

Vindo para encarar o Renault Kwid. O compacto teve uma redução de 7.9% no consumo. O hatch consegue rodar com 13,7 km com um litro de gasolina na cidade. Na estrada, a média fica em 15 km/l na estrada. Os números não impressionam tanto com etanol, mas também não são ruins: na cidade, o modelo faz 9,6 k m/l e, na estrada, 10,4 km/l. O consumo energético médio fica em 1,47 MJ/km. Custa R$62 mil na versão de entrada, e alcança os R$65 mil.

07. Hyundai HB20S 

Em seguida temos o Hyundai HB20S. O sedã que está na faixa dos R$ 81 mil, é equipado com o 1.0 da marca que entrega 80 cv e 10,2 mkgf de torque. Com etanol, 9,6 km/l na cidade e 11,1 km/l na estrada. Já com gasolina, os dados ficam em 13,7 km/l e 15,7 km/l respectivamente. Os números fazem com que a média fique em 1,46 MJ/km, que garante ''A'' na categoria e ''B'' no geral.

08. Honda City sedã 

O sedã, que veio para substituir o Civic no mercado nacional, com motor 1.5 16V flex. No total, ele gera 126 cv de potência e torque de 15,8 mkgf com etanol. E, bebe pouco. Na verdade, o City veio como um dos sedãs mais econômicos da categoria. Com gasolina, ele faz 13,1 km/l na cidade e 15,2 km/l na estrada. Já com etanol, os números ficam em 10,5 km/l e 13,1 km/l respectivamente. O consumo fica em 1,53 MJ/km.

09. Kia Stonic 

Recente lançamento da Renault, o próximo da lista é a nova geração do Kwid. Com a proposta de ser o carro mais econômico do país, o hatch  tem um desempenho bem favorável. De acordo com a tabela, com etanol, ele faz uma média de 10,3 km/l na cidade e 10,8 km/l na estrada. No entanto, é com gasolina que o consumo impressiona, chegando a 14,9 km/l e 15,6 km/l, respectivamente. O Kwid ficou com uma média de consumo de 1,39 MJ/km.

10. Chevrolet Tracker 

O Chevrolet Tracker é o terceiro da marca que entra na lista. O SUV, que traz o motor 1.0 turbo flexível, oferece até 116 cv de potência. Ele faz uma média de 1,55 MJ/km. Assim, com etanol, são 9 km/l na cidade e 10,4 km/l na estrada. Por outro lado, com gasolina, os números ficam 13 km/l no ciclo urbano e 14,8 km/l no rodoviário.