Blog do Boris Boris Feldman

Flex? Suas contas podem estar erradas

Motorista pode estar errando as contas (por dois motivos) e gastando no posto mais do que o necessário ao abastecer o carro

flex
Antigo Gol Totalflex Crédito: Volkswagen/Divulgação

Quais os critérios para abastecer o tanque? Como o motorista decide pelo etanol ou gasolina ao parar no posto com seu carro flex

Vantagens do etanol ou gasolina

  • Etanol: o motor ganha em desempenho. E se trata de um combustível mais limpo, que não provoca os indesejados depósitos carboníferos na câmara de combustão nem suja tanto o ar que respiramos.
  • Gasolina: O consumo é menor que o do etanol e, portanto, oferece maior autonomia, exigindo menos paradas no posto. Numa longa viagem em rodovia, é o ideal.

Custo do km rodado

A maioria dos motoristas se decide pelo combustível que reduz o custo do km rodado. O etanol é mais barato, o que pode compensar seu maior consumo. Mas nem sempre, pois depende do preço do litro em relação à gasolina. Só mesmo na ponta do lápis para se determinar qual é mais vantajoso e efetivamente reduz o custo no final do mês

Relação de 70% entre etanol e gasolina pode estar errada

Desde o lançamento do carro flex, em 2003, foi insistentemente divulgado que só compensa (em termos financeiros) abastecer com o etanol caso seu custo seja de no máximo 70% da gasolina.

Este percentual é estampado em placas e tabuletas nos postos e em matérias da imprensa ao analisar o flex. Ele foi determinado a partir da diferença de consumo entre os dois combustíveis: como o etanol bebe 30% mais que a gasolina, seu custo deve ser pelo menos 30% inferior ao da gasolina para ser vantajoso.

Por esta regrinha, se o litro da gasolina custa R$ 4,00, o etanol só compensa se custar abaixo de R$ 2,80 (70% de R$ 4,00). Entretanto, este percentual veio se modificando nos últimos 17 anos não só pelo aperfeiçoamento do etanol produzido nas usinas, como também pelas novas tecnologias aplicadas aos motores modernos, mais favoráveis ao etanol.

Está comprovado que a diferença de consumo entre o etanol e a gasolina é variável em função das características do motor e do próprio combustível. E o etanol está ganhando a batalha: os 30% estão caindo para cerca de 25%. Neste caso, o percentual de comparação muda para 75%.

Voltando ao mesmo exemplo, se a gasolina custa R$ 4,00, o etanol vale a pena se estiver custando até R$ 3,00.

Etanol ou gasolina: qual o melhor em cada carro?

Entretanto, se o percentual que estabelece o consumo relativo entre gasolina e etanol varia em cada motor, como saber qual a exata diferença do SEU carro, para se determinar qual combustível é mais vantajoso?

Os 70% foram estabelecidos de forma um tanto empírica e há carros com diferença de consumo até superior a 30% (neste caso os 70% podem cair até para 65%) ou inferior e chegar a apenas 20%.

A solução é abastecer umas três vezes com cada combustível e anotar o consumo (km rodados divididos por litros no abastecimento), caso seu carro não tenha um computador de bordo, que tem essa informação.

Arábia Saudita interfere nas suas contas

O dono do carro faz as contas baseado nos preços vigentes nas bombas. Entretanto, ambos variam. O etanol depende de se estar na época da safra ou da entressafra. A gasolina, de duas cotações: do dólar e de seu valor no mercado internacional.

Então, se o motorista fez as contas no mês passado, um pouco antes da briga entre a Arábia Saudita e a Rússia, elas não valem mais, pois o preço do barril de petróleo despencou em todo o mundo.

Caiu tanto que até superou a valorização do dólar em relação ao real e permitiu uma redução do custo da gasolina nas refinarias (e postos) em todo o país.

Mas houve também em algumas regiões uma redução nos preços do etanol. Então, num mesmo posto podem ter ocorrido diversas variações de preços dos dois combustíveis e as contas feitas há um mês não valem mais para indicar qual combustível resulta em menor custo por km rodado.

Mais artigos
golf gte

Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais