BYD baterias
BYD/Divulgação

BYD terá carro híbrido que roda 2.000 km com um tanque de gasolina

Chinesa BYD trabalha na 5ª geração do sistema DM-i para aumentar o alcance dos veículos híbridos; e-Plataform 3.0 dos elétricos terá evolução

Por Adrielle Farias 14 de mar, 2024 · 4m de leitura.

A BYD já mostrou que a autonomia de seus veículos é uma prioridade que é aprimorada a cada lançamento. Tal como o Jornal do Carro avaliou, o SUV híbrido Song Plus, por exemplo, surpreendeu com o alcance de mais de 1.000 km. Desta vez, a gigante chinesa planeja ultrapassar essa meta com o lançamento da 5ª geração do sistema DM-i.

A última geração lançada pela montadora chinesa foi em 2021, que dividiu a tecnologia DM-p no desempenho, enquanto a DM-i focou no consumo de energia. Pois, segundo o site chinês CnEVPost, a BYD pretende travar uma “batalha de libertação” para rivalizar cada vez mais com modelos a combustão. Desta forma, a fabricante trabalha para lançar no mercado uma nova plataforma para carros híbridos com alcance de até 2.000 km.

Pelos próximos 3 anos, a marca investirá em novas tecnologias para “capturar” clientes do mercado de carros a combustão. O Qin Plus Glory Edition e o Chaser 05 Glory Edition, por exemplo, foram lançados em fevereiro deste ano na China com o objetivo de atacar modelos tradicionais com preços mais baratos. Segundo o relatório, até o momento a BYD tem vendido vários modelos com preços significativamente mais baixos no mercado chinês.


BYD
Divulgação/BYD

BYD atualizará modelos elétricos e preços vão cair

A BYD atualizará o sistema híbrido DM, bem como toda sua plataforma elétrica. Com o lançamento da nova geração, o estimado é que o carro consuma 2,9 litros a cada 100 km, além de oferecer uma autonomia de até 2.000 km com a bateria 100% carregada e o tanque cheio. Ou seja, um alcance consideravelmente maior que nos veículos a gasolina, que costumam rodar no máximo 600 km com um tanque de combustível cheio.

Outra novidade é o aprimoramento da arquitetura e-Plataform 3.0 para 4.0, o que vai ocorrer ainda neste ano. A maioria dos carros elétricos da BYD atuais são baseados na e-Plataform 3.0, com sistema de integração e eficiência de energia. Dolphin Mini e Yuan Plus, por exemplo, utilizam esta base.


Além disso, a nova plataforma da marca terá uma nova geração da bateria Blade com lâminas ainda mais finas e seguras em relação à explosões e incêndios. A nova plataforma deve trazer ainda melhorias em outros componentes. Dessa forma, com a otimização dos conjuntos híbridos e elétricos, e de componentes como motor e inversor, a marca prevê baratear seus veículos.

O Jornal do Carro também está no Instagram!

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
BYD Dolphin Mini elétrico tem preço de HB20, Onix e Polo turbo


Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.