Caoa Chery Arrizo 5e é primeiro sedã elétrico do Brasil

Caoa Chery Arrizo 5e está à venda por R$ 159.900

Caoa Chery Arrizo 5e
Caoa Chery Arrizo 5e Crédito: Divulgação

O segmento de carros elétricos, que vem ganhando no decorrer de 2019 mais representantes no Brasil, chegou ao segmento de sedãs. O Caoa Chery Arrizo 5e é o primeiro produto 100% a eletricidade a integrar a categoria.

Até então, havia apenas hatches elétricos, além de um SUV, o Jaguar I-Pace. Por R$ 159.900, o Caoa Chery Arrizo 5e é a única versão do sedã importada da China. Os modelos a combustão são feitos em Jacareí, no interior de São Paulo.

O Caoa Chery Arrizo 5e tem um motor elétrico de 122 cv. De acordo com informações da fabricante, ele acelera de 0 a 100 km/h em 4,8 segundos.

 

Recarga do Caoa Chery Arrizo 5e

O tempo de recarga de baterias do Caoa Chery Arrizo 5e varia de uma a 20 horas. No primeiro caso, o processo tem de ser feito em eletropostos com recarregador rápido.

 

Leia avaliações de carros elétricos e híbridos

 

Já nas tomadas convencionais, de 220V, o tempo pode chegar a 20 horas. Para comparação, o Jaguar I-Pace, em mesma condições, tem igual tempo de recarga. Já o Audi e-tron, que chega em maio, leva oito horas para cumprir o mesmo processo.

Também de acordo com informações da fabricante, a autonomia do Caoa Chery Arrizo 5e é de 322 quilômetros.

 

Arrizo 6

Durante o lançamento do Caoa Chery Arrizo 5e, na semana passada, a marca confirmou que trará o Arrizo 6 no ano que vem para o Brasil. Posicionado acima do Arrizo 5, o modelo vem para concorrer com Toyota Corolla, Honda Civic e cia.

O carro tem 4,71 metros de comprimento, 2,67 m de entre-eixos e porta-malas de 570 litros (segundo a Caoa Chery), que será o maior do segmento.

O motor 1.5 turbo gera 147 cv. Entre os itens de série, o destaque é a central multimídia com tela de 9″.

 

Vídeo relacionado: Teste do Caoa Chery Tiggo 7

 

Mercado de elétricos

Por alguns anos, o BMW i3 reinou sozinho, como único carro elétrico do Brasil. Neste ano, no entanto, já foram lançados o Nissan Leaf e o Renault Zoe, no segmento de hatches.

O modelo francês por enquanto é o mais barato do segmento, a partir de R$ 149.900. Ele vence, em preços, o JAC iEV40 por pouca margem. O recém-lançado crossover da marca chinesa tem tabela de R$ 153.990.

 

Renault Zoe (Foto: Divulgação)

 

Entre os hatches, está prevista ainda, nos próximos meses, a chegada do Chevrolet Bolt. Assim como Leaf e Zoe, o modelo foi mostrado aos brasileiros em novembro do ano passado, no Salão do Automóvel de São Paulo.

No segmento de luxo, o Jaguar I-Pace foi lançado este ano. Em maio, a categoria ganhará reforço do luxuoso Audi e-tron. A Mercedes-Benz também deverá lançar o EQC.

 

Vídeo relacionado: Teste do Jaguar I-Pace

 

Diferenças entre ciclos elétricos

A partir de 1º de janeiro de 2019, todos os veículos vendidos na Europa passaram a ter os níveis de emissões e consumo (de eletricidade e combustível) aferidos com base no WLTP. O Teste Mundial Harmonizado de Veículos Leves, em tradução livre, é feito em condições reais de uso. Portanto, seus números são mais próximos aos que o motorista irá obter no dia a dia.

O ciclo anterior, batizado de NEDC, embora signifique Novo Ciclo de Direção (ou condução), Europeu, em tradução livre, é “velho”. Utilizado desde 1997, apresenta grande diferença entre os dados aferidos (em laboratório, com situações controladas) e os obtidos pelo motorista. Mesmo no caso de o condutor ser extremamente cuidadoso.

Segundo informações do site português Circula Seguro https://www.circulaseguro.pt/veiculos-e-tecnologia/novo-calculo-de-consumos-mais-realista voltado à segurança viária, a diferença entre os resultados dois tipos de teste é brutal. Os números obtidos com a nova regra foram 11% maiores no caso de emissões de CO2 (gás carbônico) e 26% mais altos no caso do consumo de combustível.

 

 

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas