Você está lendo...
Carros que não venderam nada em janeiro
Mercado

Carros que não venderam nada em janeiro

Esses modelos tiveram atuação pra lá de discreta em seus respectivos segmentos

Redação

26 de fev, 2019 · 5 minutos de leitura.

O Mitsubishi ASX tem uma clientela cativa, mas silenciosa. Vendeu apenas 275 unidades em janeiro
Crédito:Crédito: Mitsubishi/Divulgação

Por enquanto tivemos apenas janeiro como mês cheio de vendas. É um mês de menor movimento no comércio por causa das férias escolares. Mesmo assim, já dá para ter uma ideia dos modelos que vão de vento em popa e aqueles que não estão fazendo o menor barulho.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

Esta lista considerou apenas modelos cujas vendas se situaram bem abaixo da média de seus segmentos. E também alguns representantes de segmentos que há muito tempo perderam o protagonismo no mercado. Alguns deles respiram por aparelhos. É o caso dos hatches médios e das peruas.


O Chevrolet Cobalt teve 928 unidades vendidas em janeiro. À primeira vista, esse número parece não ser tão ruim. Mas está bem abaixo do VW Virtus, que registrou 3.591 emplacamentos no mesmo mês. Mesmo o novato sedã Yaris foi parar em 2.027 garagens.

+ Carros que não venderam nada em 2018

+ Esses carros vão deixar o Brasil ainda neste ano


Se tem mandado bem com a linha Polo e Virtus, a Volkswagen vai mal com o Up!. Vítima de seu posicionamento de mercado, o excepcional carrinho teve só 984 unidades vendidas.

Ou seja, comeu poeira diante dos outros subcompactos, como o líder Renault Kwid, com 5.336 carros. E o Fiat Mobi, com 4.413 unidades. Pior que ele, só o New QQ, subcompacto da Caoa Chery que conseguiu emplacar apenas 259 unidades em janeiro.

Preteridos entre os queridinhos

O Nissan March emplacou 565 unidades em janeiro. Do Citroën C3, foram 424 e do Peugeot 208, apenas 411. Os três hatches estão muitas posições atrás dos líderes do segmento, Chevrolet Onix (18.842 unidades) e Hyundai HB20 (7.249 unidades).


Entre os sedãs médios, há um amplo vale que separa as vendas do primeiro escalão, com Corolla, Civic e Cruze, dos demais modelos. Enquanto o líder Toyota teve 4.075 carros vendidos em janeiro, Citroën C4 Lounge e Kia Cerato só conseguiram emplacar 234 unidades cada um.

Com os SUVs, o segmento que domina os desejos dos brasileiros atualmente, também há um grande hiato entre os queridinhos e outros menos lembrados pelo público. Um dos esquecidos é o Mitsubishi ASX, que registrou 275 unidades em janeiro. Isso representa meros 0,69% de segmento dominado por Renegade, Compass, HR-V, Kicks e Creta.

Segmentos em declínio

Os hatches médios vêm perdendo relevância a cada dia. O Chevrolet Cruze Sport6, que é líder do segmento, vendeu meros 652 carros. O que dizer então de seus concorrentes diretos, VW Golf, com 276 exemplares, e Ford Focus hatch, com pífias 107 unidades?


Com as peruas, a situação é ainda mais dramática: elas estão á beira da extinção. As vendas registradas em janeiro da VW Spacefox (365 unidades) e Fiat Weekend (194 unidades) são de sobras de estoque, já que ambas já pararam de ser fabricadas.

+ Os 20 carros mais vendidos em janeiro de 2019

Deixe sua opinião