Lançamentos

Chery revela novo SUV compacto e cita Brasil como prioridade do modelo

Omoda 5 é o SUV da Chery que chegará à China no começo de 2022 e promete aterrissar em solo brasileiro; meta é conquistar público jovem

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

22 de nov, 2021 · 5 minutos de leitura.

Chery" >
Chery Omoda 5 foi apresentado no Salão de Guangzhou, na China; marca promete priorizar Brasil e Rússia para lançamento
Crédito:Reprodução/Autohome

A tradição de unir nome + numeral para designar um modelo continuará na Chery. Depois da família Arrizo, composta por sedãs, e Tiggo, para SUVs, a marca revelou, no Salão de Guangzhou (China), os Omoda. Trata-se de uma nova família de SUVs com possibilidade de motorização elétrica e desenho descolado. O primeiro deles já está confirmado para o Brasil.

A novidade atende por Omoda 5, um utilitário esportivo compacto com porte de Tiggo 5X, que chega às lojas chinesas já no primeiro trimestre de 2022 - ou seja, dentro de poucos meses.

Chery
Reprodução/Autohome

Em seu comunicado oficial, a marca chinesa diz que o Brasil e a Rússia terão prioridade para receber o SUV elétrico. O Omoda 5, segundo a Chery, inaugura a quarta geração de veículos da montadora.

De acordo com informações da imprensa chinesa, além do Brasil, o modelo deverá ser vendido também no restante da América do Sul, África, Ásia e Europa. Por aqui, inclusive, o SUV já tem registro oficial no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Cabe lembrar, entretanto, que isso não é garantia de lançamento. A grosso modo, a ação serve apenas para que ninguém crie um clone do projeto.

Detalhes

Por falar em clone, pode ser que o modelo ainda mude entre o conceito e a versão de produção. Mas, no Omoda 5, a tradição chinesa de "nada se cria, tudo se copia" veio com força, sobretudo na traseira, incontestavelmente inspirada nos Lexus. A lanterna vai de uma ponta a outra da carroceria e é iluminada por LEDs, assim como os faróis.

Chery
Reprodução/Autohome

No mais, grade imponente, (belas) rodas de 18" (pintadas de preto e com detalhes em cor contrastante que combinam com o tom do teto), linha de cintura alta e caída no teto - à lá SUV-cupê - deixam o Omoda 5 mais jovial que os atuais produtos da marca. Isso porque a ideia da Chery é conquistar a geração Z - nascidos entre a metade dos anos 1990 e 2010.

Nada de botões no painel

Mas para que isso aconteça, a Chery sabe que não basta um visual arrojado. Tem que ter tecnologia. Nesse sentido, o Omoda 5 tem duas telas digitais que dividem uma única peça - ao estilo dos Mercedes-Benz - e eliminam os botões físicos do painel.

Chery
Reprodução/Autohome

No console central, apenas algumas teclas para comandos mais usuais e carregador de smartphone por indução. A alavanca de câmbio é exclusiva. Nas dimensões, o Omoda 5 tem 4,40 metros de comprimento, 1,83 m de largura e 2,63 m de entre-eixos. Dessa maneira, o SUV tem exatamente o mesmo porte do SUV Tiggo 5X - exceto no comprimento, de 4,34 m.

E não é só o porte que o Omoda 5 se inspira em outros modelos da marca. O motor, por fim, é conhecido. Na China, o novato conta com o mesmo 1.6 TGDI (injeção direta de gasolina) do Tiggo 8. Pelo teor da conversa, as motorizações híbridas e elétricas são possíveis, mas ficam em segundo plano. No Brasil, todavia, nada foi confirmado pela Caoa (dona da marca) sobre a chegada do novo SUV, tampouco suas especificações.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Caoa Chery Arrizo 6 PRO
Oferta exclusiva

Caoa Chery Arrizo 6 PRO