Você está lendo...
Comparativo: novo City hatch encara o líder de vendas HB20; veja o vídeo
Comparativo

Comparativo: novo City hatch encara o líder de vendas HB20; veja o vídeo

O Jornal do Carro reuniu o novo Honda City hatchback e o Hyundai HB20 em versões similares para saber qual dos hatches entrega mais, confira

Redação

11 de mai, 2022 · 4 minutos de leitura.

Comparativo City HB20
Inédito no Brasil, o Honda City hatch chegou às lojas em março e encara o líder de vendas Hyundai HB20
Crédito:KRPIX/ESTADÃO

Com apenas dois meses de mercado brasileiro, o inédito Honda City hatchback é uma das principais novidades de 2022. A nova geração do compacto veio sobre plataforma mais moderna, com entre-eixos de carro médio e muita tecnologia embarcada. Entretanto, na versão de entrada EXL, o modelo descarta os recursos semiautônomos para ficar competitivo diante de concorrentes mais populares. Um deles é justamente o Hyundai HB20.

Desde 2021, o compacto feito em Piracicaba (SP) é o automóvel mais emplacado no Brasil. O hatch da Hyundai foi renovado antes da pandemia, em 2019, mas só assumiu a liderança dos carros após o rival Chevrolet Onix ficar por meses fora de produção por falta de chips. Mas a Hyundai não tem nada a ver com isso, e o HB20 vive sua melhor fase desde que estreou no País, em 2012. Agora, o hatch da Honda traz modernidade ao segmento.


Será o HB20 melhor que o City hatch? É isso que você confere agora no vídeo acima!

Comparativo City HB20
KRPIX/ESTADÃO

Preços e versões

Neste duelo, comparamos o Hyundai HB20 Platinum Plus, versão topo de linha com preço sugerido de R$ 104.990, e o Honda City hatchback EXL, configuração de entrada com tabela de R$ 115.500. Estes são os valores para todo o Brasil, exceto São Paulo, onde os preços sobem por causa do ICMS maior. Outra diferença importante está na mecânica. O HB20 vem com motor 1.0 turbo flex de até 120 cv e 17,5 mkgf de torque, e câmbio automático de seis marchas. Já o City hatch usa motor 1.5 flex naturalmente aspirado com até 126 cv e 15,8 mkgf, e traz câmbio automático CVT que simula 7 marchas.




Nas dimensões, os hatches apresentam boas diferenças. O HB20, por exemplo, não trocou de plataforma em 2019, e praticamente manteve o tamanho. São 3,94 metros de comprimento, por 1,72 m de altura e 1,47 m de altura. O entre-eixos tem 2,53 metros. Já o Honda City hatch traz arquitetura nova e maior, com 4,34 metros de comprimento, por 1,75 m de largura e 1,49 m de altura. Seu entre-eixos é bem maior que o do Hyundai, com 2,60 metros e uma cabine espaçosa. Mas o City hatch tem um porta-malas menor, com 268 litros, contra os 300 litros do HB20.

Consumo

Embora descarte o turbo, o motor 1.6 flex do City hatch leva vantagem no consumo de combustível segundo o Inmetro. Com etanol no tanque, o compacto faz médias de 9,1 km/l na cidade e de 10,5 km/l na estrada. Já com gasolina, sobe para 13,3 km/l e até 14,8 km/l, na mesma ordem. No HB20, o motor 1.0 turbo bebe mais. São 8,2 km/l em regime urbano e 10,2 km/l no rodoviário com o combustível vegetal. Com gasolina, passa a 11,8 km/l e chega aos 14,2 km/l.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Hyundai CRETA Nova Geração Platinum Turbo AT 22/22
Oferta exclusiva

Hyundai CRETA Nova Geração Platinum Turbo AT 22/22