Notícias

Desenhos industriais revelam linhas definitivas do Renault Bigster

Versão de produção do Bigster é revelada por patentes; novo SUV chega às ruas em 2023 e está confirmado pela Renault no Brasil

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

21 de mai, 2021 · 4 minutos de leitura.

Renault" >
Dacia Bigster foi revelado em patentes e chegará ao Brasil sob a bandeira da Renault
Crédito: Reprodução/Autofácil

Porte um pouco maior do que o Jeep Compass, sete lugares, 4,60 metros de comprimento e posicionamento acima do Duster. Essas são as credenciais do Renault/Dacia Bigster, o irmão maior do SUV compacto, feito sobre a nova plataforma modular CMF-B. Os detalhes estéticos da versão de produção vieram à tona graças a divulgação de imagens de patentes registradas na União Europeia. O novo utilitário está próximo ao lançamento, que deve ocorrer até 2024.

No entanto, o que se vê nas imagens não foge muito ao conceito já revelado pela montadora romena (do mesmo grupo da marca francesa), salvo para-choque e retrovisores, com ares de carro convencional.

Renault
Dacia/Divulgação

Na carroceria, apliques plásticos estão por todos os lados. O material, inclusive, é feito com reciclagem. A princípio, os faróis e lanternas em formato de “Y” e iluminados por LEDs também não ficaram de fora. A mesma solução será adotada no Duster em sua próxima geração, que não deve demorar a chegar. Esse novo conceito, no entanto, é obra da Dacia, e será aplicado à toda da gama da marca romena em breve.

Sobre a motorização, nada se sabe até o momento, apenas que o Bigster quer ser um dos modelos híbridos mais acessíveis do mercado.

Renault
Reprodução/Autofácil

Renault apostará em eletrificação

Nesse ínterim, informações da marca durante a apresentação oficial do SUV apontaram para o uso de motorização híbrida ? tanto convencional quanto plug-in. Isso é possível graças à arquitetura modular, que prevê a utilização desse tipo de sistema e, com ele, pretende promover o salto necessário rumo aos baixos índices de emissões que a Europa vai exigir.



Os motores a combustão e a tração integral também marcam presença. Por outro lado, diesel e elétrico estão fora dos planos da marca para o modelo.

O novo SUV médio de sete lugares chega, no entanto, com a missão de ajudar a reposicionar a Renault. Essa é a base da nova estratégia global do grupo, a fim de renovar todo o portfólio nos próximos cinco anos. A ideia é ter modelos mais sofisticados. Por isso, o Bigster (um dos três modelos inéditos que a Dacia vai lançar no futuro próximo), evidentemente, custará acima dos SUVs Duster e Captur no Brasil. Sim, no Brasil! Afinal, a Renault já confirmou a novidade por aqui. Sobre a data, suspense.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
o catálogo 0km do jornal do carro tem
ofertas imperdíveis de todas grandes marcas
Logo Jornal do carro
Preencha seus dados abaixo para...
Aceito receber informações e ofertas e que estou
de acordo com termos e condições
Quero receber ofertas do(s) modelo(s)

Obrigado! Em breve entraremos em contato.

x