F-150
Reprodução/Internet

F-150 Lightning chega em 2022 como a primeira picape elétrica da Ford

Com apresentação marcada para a semana que vem nos EUA, Ford F-150 Lightning concorrerá com Hummer EV, Silverado e Cybertruck

Por Vagner Aquino 12 de mai, 2021 · 6m de leitura.

A F-150 é o veículo mais vendido dos EUA há décadas. Por isso, a chegada da versão Lightning, a primeira 100% elétrica, é emblemática. Ela simboliza a mudança de foco na marca do oval azul rumo à eletrificação. O lançamento é tão importante que, no dia anterior ao evento, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, vai visitar a fábrica da Ford em Michigan.

Vista como um marco na transição para um transporte mais limpo, a nova picape elétrica da linha F surgirá na próxima quarta-feira (19/5). Com visual ainda desconhecido, o que se sabe é que será adversária de modelos como GMC Hummer EV, GM Silverado e Tesla Cybertruck. O lançamento nos EUA está previsto para meados do ano que vem.

Ainda há bastante suspense sobre os detalhes da novata. Por enquanto, sabe-se que terá dois motores elétricos, tração nas quatro rodas e mais de 480 quilômetros de autonomia com uma carga completa da bateria.


Outros detalhes

A promessa da Ford é de que os motores elétricos entreguem mais potência e torque do que qualquer outra versão já feita da F-150. Assim, a aceleração também será mais rápida. Afinal, o torque em modelos elétricos é imediato.

F-150
Ford/Divulgação

“O veículo preferido da América por quase meio século está se tornando digital e totalmente elétrico. A F-150 Lightning pode fornecer energia às residências, acelerar mais rápido do que os antigos F-150 Lightnings — do comecinho da década de 2000, com motor 5.4 V8 a gasolina — e melhorar com atualizações aéreas”, adianta Jim Farley, CEO da Ford.


O porte da F-150 será semelhante ao dos modelos já existentes. Entretanto, a picape elétrica terá uma barra iluminada por luzes de LEDs na grade dianteira, tal como mostra o vídeo (abaixo) compartilhado pela Ford.

Nem tão queridos…

Embora um estudo feito pela University of California, e divulgado recentemente pela revista Nature Energy, tenha mostrado que um em cada cinco norte-americanos abandonaram seus veículos elétricos para retornar aos modelos movidos a gasolina (culpa do tempo extra para recarga), o governo dos EUA tem incentivado a compra de modelos sustentáveis.


Prova disso é que o governo reservou um pacote de US$ 174 bilhões (aproximadamente R$ 924 bi, na conversão direta) em investimentos. US$ 100 bilhões tem como destino os descontos para o consumidor. A ideia é incentivar a produção desse tipo de veículo, afastando a frota com combustão interna gradativamente.

…Mas têm suas vantagens

Em síntese, mesmo exigindo mais tempo para recarga – enquanto abastecer um tanque de combustível leva menos de 10 minutos, carregar um elétrico em tomada convencional pode levar a noite toda -, carros elétricos são interessantes pelo lado da questão ambiental. Aliás há, ainda, méritos como ausência de ruído, custo de manutenção e desempenho melhorado. Eis aí, portanto, o objetivo da Ford com o lançamento da F-150 Lighining.

F-150
Reprodução/Facebook

Fato inusitado ou ironia do destino?

Por falar na F-150, enquanto a Ford anunciava a data de lançamento da picape elétrica Lightning (que significa relâmpago, em português), uma variante do modelo à combustão foi atingida por um raio.

O fato aconteceu na Flórida, EUA, quando um raio atingiu o asfalto. E foi, justamente, um pedaço do asfalto que voou em direção à picape. O para-brisa e o vidro traseiro foram destruídos. E a foto (acima) viralizou após o compartilhamento do bombeiro Walton County em uma rede social. De acordo com ele, durante entrevista à CNN, os ocupantes do veículo sofreram apenas ferimentos leves.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se


Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.