Você está lendo...
Fábrica da Volkswagen no Paraná completa 20 anos
Notícias

Fábrica da Volkswagen no Paraná completa 20 anos

Planta da Volkswagen em São José dos Pinhais (PR) ganha evidência com o lançamento do T-Cross

Redação

21 de fev, 2019 · 3 minutos de leitura.

Fábrica de São José dos Pinhais expede o novo T-Cross
Crédito:Crédito: Volkswagen

As atenções do setor automotivo nesta semana foram mobilizadas pela Volkswagen com o lançamento do T-Cross. Mas o início da produção do SUV compacto não é o único fato a ser celebrado pela marca. A fábrica que produz o novo modelo está completando 20 anos de atividade.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOU TUBE

Instalada em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, a planta já era uma das mais modernas do País quando foi inaugurada. Hoje, ela conta com cerca de 2.600 funcionários. Já saíram de lá 2,6 milhões de automóveis. Atualmente, ela produz as linhas Golf, Fox e T-Cross, além dos modelos A3 Sedan e Q3, da Audi (que pertence ao mesmo grupo empresarial).


T-Cross exigiu nova modernização

Para permitir a produção do T-Cross, a fábrica recebeu uma nova área de armação, com 5.500 m². Ali, foram colocados 239 robôs, equipamentos de solda a laser e 158 novas ferramentas de estamparia, além de técnicas da indústria 4.0 (que prevê a integração dos sistemas com a internet das coisas). Outra novidade foi a introdução de um robô colaborativo, que participará da montagem do eixo traseiro do carro, ao lado de um operário. Os investimentos na planta paranaense foram de R$ 2 bilhões.

+ Avaliação: T-Cross esbanja desempenho e itens de série

Diante da necessidade de imprimir ritmo à fabricação do novo modelo, a Volkswagen encerrou o layoff de 500 funcionários que estavam temporariamente afastados do trabalho. Eles voltarão à ativa e a montadora reabrirá um segundo turno de produção a partir de abril.


O T-Cross tem versões a partir de R$ 84.990, podendo chegar a R$ 124.840. Por isso, acredita-se que a VW está preparando um SUV compacto mais barato para disputar mercado na base do segmento.