Ferrari elétrica não chega antes de 2025

CEO da Ferrari confirma que marca terá carro elétrico, mas espera melhora na tecnologia das baterias

ferrari
FERRARI PROMETE PRIMEIRO ELÉTRICO PARA APÓS 2025 Crédito: Guglielmo Mangiapane/REUTERS

A Ferrari não se opõe ao futuro pelo que parece. O CEO da companhia, Louis Camilleri, confirmou que a companhia terá um carro 100% elétrico. Ele também antecipou que o modelo não verá a luz do sol antes de 2025.

A primeira projeção para o lançamento da primeira Ferrari elétrica era após 2022, quando se encerra o atual ciclo de investimentos da companhia. Agora Camilleri afirmou que a companhia “certamente” estuda um GT (esportivo com pegada mais confortável) elétrico. Mas isso estaria ligado aos veículos híbridos para um futuro ‘previsível’.

“Meu senso é que o elétrico virá após 2025. A tecnologia de baterias hoje não está onde deveria ainda”, disse a imprensa durante um evento em Maranello, no centro de estilo.

“Ainda há significantes problemas em termos de autonomia e de velocidade e tempo de recarga. Então, eventualmente, nós lançaremos um elétrico. Mas é após 2025, não no curto prazo”, completou.

Híbrido, SF90 Stradale foi primeiro híbrido da Ferrari

Em março deste ano a Ferrari lançou seu primeiro híbrido em produção, o SF90 Stradale. O nome celebra os 90 anos da marca e na combinação dos motores a combustão e elétrico tem 1.000 cv de potência. São três elétricos de 220 cv e um V8 de 780 cv.

Seu pacote de baterias tem 7,9 kWh de capacidade e é capaz de percorrer até 25 km usando apenas os motores elétricos e acelerar até 135 km/h. O sistema também pode ser utilizado para marcha à ré sem auxílio do V8. A transmissão é a automatizada de dupla embreagem e oito velocidades.



Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas