Emily Nery, para o Jornal do Carro

23/02/2021 - 5 minutos de leitura.

Ford Ranger 2022 reduz sua gama e estreia com mensagem subliminar

Visando reconquistar a confiança dos brasileiros, Ford Ranger adota sistema de conectividade que permite travar a picape e dar partida no motor pelo celular

Ford Ranger 2022
Ford Ranger 2022 Crédito: Divulgação/Ford
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

Sem grande alarde, a Ford lançou a linha 2022 da Ranger. A atualização da picape é a primeira novidade desde o fechamento das fábricas no Brasil. Dessa forma, ela acaba com as versões com tração 4×2 e traz uma mensagem subliminar aos seus clientes: CO NF1 4R.

No site oficial da montadora, a chamada da nova linha apresenta a picape, cuja placa estampa “CO NF1 4R”. Embora a placa seja argentina, a mensagem fica clara para nós. Por causa da grave crise que culminou no fechamento de três fábricas no grupo, a Ford pede confiança aos brasileiros.

Assim, a Ranger continua na linha de produção da planta de Pacheco e segue sendo comercializada no Brasil.

Nova Ford Ranger extingue versão com tração 4x2
Ford/Divulgação

Sistema permite dar partida no carro pelo celular

A nova linha tem como objetivo conquistar novamente a confiança dos picapeiros de plantão. Desse modo, a camionete adota novas tecnologias embarcadas e oferece de série o sistema de conectividade FordPass Connect. Até então, o software só estava disponível no importado Territory.

Com integração ao smartphone via aplicativo, o sistema permite, por exemplo, travar e destravar portas, buscar o veículo por meio do GPS, ligar o ar-condicionado e até dar partida no motor. Para isso, o veículo solicita um cip 4G da Tim para realizar a comunicação com o celular.

Contudo, diferente do serviço oferecido por outras montadoras, como o BMW ConnectedDrive, a conectividade é gratuita por apenas 12 meses. Após o primeiro ano de compra, o proprietário precisará pagar para usar a funcionalidade. A Ford, no entanto, não revelou os valores.

Fim das trações 4×2

Outra importante mudança foi a redução da gama da picape. A Ranger extinguiu a versão XLS 2.2 4×2 com cabine dupla. Assim, a tração integral está presente em todo o catálogo do modelo.

Sob o capô, nada muda. As duas opções de motorização continuam com o 2.2 turbodiesel de 160 cv e 39.2 mkgf de torque e com o 3.2 turbodiesel de 200 cv e 48 mkgf. O câmbio pode ser manual ou automático de seis velocidades.

No quesito estético, algumas configurações adotam novos elementos. A versão XLS ganha novas rodas de 17 polegadas, enquanto a variante Limited passa a utilizar as rodas de 17 polegadas da versão Storm. Por sua vez, a topo de linha Limited mantém as rodas 18″ com acabamento diamantado. A variante de entrada XL continua usando as rodas de ferro.

Ranger Limited mantém o acabamento das rodas
Ranger Limited mantém as rodas de ferro Divulgação/Ford

Surpreendentemente, a Ranger se tornou o veículo mais barato da Ford no Brasil. Com o fim do Ecosport e do Ka, o valor de entrada da montadora começa em R$ 163.490, preço oferecido na versão XL Cabine Simples 2.2 4×4 com câmbio manual de seis velocidades.

Como esperado, a troca de linha encareceu toda a gama do utilitário comercial em até R$ 11.600.

Confira a seguir os novos preços das versões da picape:

XL CS 2.2 4×4 MT – R$ 163.490

Valor anterior: R$ 156.290

XL CD 2.2 4×4 MT –  R$ 171.590

Valor anterior: R$ 164.090

XLS CD 2.2 4×4 AT – R$ 200.990

Valor anterior: R$ 192.690

Storm CD 3.2 4×4 AT – R$ 200.390

Valor anterior: R$ 191.590

XLT CD 3.2 4×4 AT – R$ 228.990

Valor anterior: R$ 218.990

Limited CD 3.2 4×4 AT – R$ 249.990

Valor anterior: R$ 238.390



Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais