Fusca elétrico foi rifado para apoiar pesquisas espaciais

Um Fusca transformado pela Zelectric foi rifado na Califórnia para levantar fundos para ONG que estuda exploração espacial

Fusca Zelectric
Fusca 1958 ganhou motor elétrico e pintura cinza Nardo, tom que pode ser visto nos esportivos atuais da Audi e também no Jetta GLI Crédito: Zelectric/Divulgação

Tem muita gente que adora modelos antigos, vintage, preferencialmente Fuscas. Outros preferem automóveis modernos, de preferência elétricos, especialmente os da Tesla. Outros não são ligados a carros e vivem com a cabeça na Lua, nas estrelas e no espaço. E o que há em comum entre esses três grupos? Esse Fusca aí da foto.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

+ Tesla pega fogo parado

+ Fusca 1966 ganhou restauração na fábrica

A história é a seguinte. A Zelectric é uma empresa baseada em San Diego, uma cidade litorânea localizada no sul da Califórnia, que se especializou em transformar automóveis antigos em modelos elétricos. A maioria dos trabalhos da empresa é feita sobre Fuscas e Kombis, mas também há Porsches sendo transformados. Em todos os casos, a Zelectric retira os motores a gasolina originais e adapta baterias da Tesla, que alimentam motores elétricos.

Dinheiro do Fusca vai para o espaço

Mas as coisas não terminam por aqui. Afinal, o espaço ainda não entrou na história.

Pois bem. A Zelectric decidiu rifar um Fusca 1958 elétrico para doar o dinheiro à ONG The Planetary Society (Sociedade Planetária). O órgão foi criado nos anos 1980 por três cientistas. A finalidade da entidade é promover avanços na exploração científica espacial, o que envolve exploração espacial robótica, defesa planetária e até mesmo pesquisa sobre vidas extraterrestres.

Voltando à Terra, o Fusca rifado é 1958 e recebeu pintura cinza Nardo, a mesma que já fez sucesso em esportivos da Audi, e que também pode ser vista no novo Jetta GLi. Aqui no Brasil, ela foi rebatizada de cinza Puro.

O motor elétrico fica na traseira, onde também está a tração. De acordo com a Zelectric, com a adaptação a potência mais que triplicou em relação à original. Segundo os números oficiais, o modelo tem 103 cv de potência e 16,6 mkgf de torque.´

As baterias ficam acomodadas na dianteira, para melhor distribuição de peso. A autonomia é de cerca de 160 km, de acordo com a fabricante.

A Zelectric estabelece um preço inicial de cerca de US$ 56 mil pelo trabalho (aproximadamente R$ 218.000).

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais