Notícias

Hennessey Venon F5 terá 1.842 cavalos

Com o hiperesportivo Venon F5, a Hennessey pretende destronar o Bugatti Chiron

Redação

05 de out, 2019 · 3 minutos de leitura.

Hennessey Venon F5" >
A Hennessey informa que o Venon F5 deverá quebrar a barreira das 300 milhas por hora (480 km/h)
Crédito:Hennessey/Divulgação

A Hennessey informou que seu próximo lançamento, o hiperesportivo Venon F5, terá 1.817 hp. Convertido para cavalos, são nada menos que 1.842 cv. É com ele que a empresa norte-americana baseada no Texas pretende destronar o Bugatti Chiron na corrida da velocidade máxima. O objetivo é superar a barreira das 300 milhas por hora (480 km/h).

O Bugatti Chiron recentemente bateu o recorde de velocidade, ao estabelecer 490,3 km/h.

+ Conheça o McLaren Speedtail

A Hennessey utiliza a base do motor Chevrolet LS V8, mas muito modificado. No Venon, a unidade 6.6 utiliza dois turbos de titânio, produzidos em impressoras de 3D. As partes internas do propulsor foram retrabalhadas, com o objetivo de redução de peso das peças móveis. Como resultado, além dos 1.842 cv, a usina de força gera também 541 mkgf de torque.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

 

Para aumentar a quantidade de ar a ser admitida no motor, o intercooler foi instalado exatamente entre a câmara de combustão e o cabeçote. Com isso, a empresa conseguiu elevar a densidade de ar e, consequentemente, aumentar a potência.

Motor V8 biturbo do Venon pode ir a 8.000 rpm

A lubrificação fica por conta de um sistema de cárter seco, mais eficiente em curvas, por exemplo. A fabricante informa que o motor pode girar até 8.000 rpm.

Nas palavras do dono da empresa, John Hennessey, este é o motor mais furioso já produzido por eles. Por isso, o engenho foi batizado de… Fury (fúria).

A meta da fabricante é produzir o mais rápido e o mais excitante carro de rua. Isso passa por construir um hiperesportivo que deverá ser pelo menos 450 kg mais leve que o Chiron, para melhorar a relação peso-potência.

A Hennessey planeja testar o V8 biturbo no fim deste ano, em alguma estrada do Texas, nos Estados Unidos.

Continua depois do anúncio